+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Descerão de 45 a 33 os contratados pelo novo programa de emprego

O subsídio da Junta não dá para mais, segundo o vereador da área

 

O presidente da Câmara Municipal dirige-se aos alunos da escola profissional. - TONI GUDIEL

R. R. M. PLASENCIA
17/01/2020

El Ayuntamiento de Plasencia venía contratando a 45 personas durante seis meses con el plan de empleo social de la Junta. Agora, transformado em Programa de Ativação do Emprego Local ({PAEL}), permitirá a contratação de 33 pessoas. El vereador de Recursos Humanos, Álvaro Astasio, explicou ontem que o subsídio da Junta, de 666.000 euros, a razão de 20.000 euros por posto, só/sozinho permite contratar a esses 33.

Porque além disso, todos trabalharão a jornada completa, quando antes tinha contratos ao 70% e durante um ano, quando antes os contratos eram de seis meses. Ainda assim, Astasio disse que «nos tocará ajudar» e suplementar o subsídio para pagar as liquidações e triénios.

Agora terá que analisar os postos que se oferecem e levá-lo a mesa de negociação.

El anúncio fê-lo Astasio junto ao presidente da Câmara Municipal numa visita à escola profissional A {Canchalera}, com 45 alunos e 10 monitores e pessoal administrativo. Estarão um ano como alunos-trabalhadores e terão opção a dois meses de práticas em empresas.