+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A Câmara Municipal insta a agilizar os trâmites para apartamentos sociais

Excluídos apresentaram 36 alegações e 23 estão ainda em estudo

 

REDACCIÓN
17/01/2020

«Dou por facto/feito que antes de Páscoa teremos entregue as habitações/casas/vivendas sociais. Nós {acortaremos} os prazos ao máximo, estamos a falar de 53 habitações/casas/vivendas e vale a pena fazer um esforço por ambas partes». Com estas palavras pedia ontem a vereadora de Serviços Sociais de Plasencia, Flor {Conejero}, à Junta pressa na hora de resolver as alegações apresentadas ao processo de {adjudicacíon} de habitações/casas/vivendas sociais.

{Conejero} recordou que teve 142 pedidos/solicitações, das que a Câmara Municipal admitiu 99 e teve 43 excluídos. Destes, 36 pessoas apresentaram um recurso perante o conselheiro, que estuda atualmente a comissão regional da habitação.

Segundo os dados da vereador, «dois estão estimadas, onze rejeitadas e 23 em estudo». O que pediu é que a Junta termine seu valorização para que envie a lista à Câmara Municipal. Este terá que voltar a {baremar} os pedidos estimadas e enviar de novo o lista à Junta «para que lhe dê a aprovação e nos envie a lista definitiva», com a que já poderia adjudicar as habitações/casas/vivendas e se formaria uma lista de espera com os que não obtenham apartamento por se surgem mais vagas.