Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 25 de novembro de 2017

A Câmara Municipal apresenta quatro projetos para as escolas oficina

Estarão destinados a carpintaria, jardinagem, alvenaria e ajuda a domicílio. Prevê-se contratar a mais de 50 pessoas entre profissionais e o os alunos

ALEX DE MATÍAS plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
29/08/2017

 

La vereadora de Emprego de Plasencia, Sonia Grande, anunciou ontem que a Câmara Municipal apresentou vários projetos para as escolas oficina a desenvolver proximamente. Um é da convocatória extraordinária de carpintaria e os outros de jardinagem, alvenaria e ajuda a domicílio. Se verão beneficiadas mais de 50 pessoas, entre profissionais e alunos.

O projeto da convocatória extraordinária, porque não se pôde ser feito no passado ano, é a escola oficina da especialidade de carpintaria. Expedirá dois certificados de especialidade e poderão participar até 15 alunos. «Com eles se atuará na coberta da praça de touros, em Torre Luzia e também no imobiliário da Câmara Municipal, do teatro {alkázar} e da sala verdugo», assinalou Sonia Grande.

Terá um orçamento de mais de 250.000 euros, dos que 11.417 serão dados pelo câmara municipal e estarão repartidos em: 103.000 euros para salário dos profissionais; 37.000 para o módulo de funcionamento, e uns 120.000 euros para o salário dos que participarão.

As de convocatória ordinária serão os projetos de verde e terra números 2 e 3. Serão três especialidades com seis certificados profissionais, dois por cada especialidade. Concretamente, na de jardinagem os alunos poderão conseguir os certificados de operações auxiliares em viveiros, jardins e centros de jardinagem e o de instalação e manutenção de jardins e zonas verdes. No de alvenaria e acabado de construção, o de operações auxiliares de alvenaria e de fábrica de cobertas e fábrica de alvenaria.

Destacar também que se volta a recuperar a especialidade de atenção sociosanitária. «La Junta de Extremadura já pede que as pessoas de ajuda a domicílio tenham este certificado», explicou a vereadora e, por isso, se oferecerão os certificados de atenção sociosanitária em instituições e em domicílios. Ao todo se oferecem 45 praças/vagas para alunos, 15 por cada especialidade e «se seguirão/continuarão realizando trabalhos em colaboração com o pelouro de ambiente no parque dos pinheiros, em melhorias no pavilhão polidesportivo da Data e no apoio ao serviço de ajuda a domicílio municipal», manifestou Sonia Grande. Terão uma dotação de 750.000 euros.

Para todos estes projetos se contratará a um diretor, um gestor administrativo, um coordenador de formação e dois monitores por cada especialidade. O montante será de 1.006.724 euros, dos que quase a totalidade se solicitará ao Sexpe.

As notícias mais...