Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 8 de dezembro de 2019

Baixa a mais da metade a população de cegonhas brancas no centro

Neste ano se têm contabilizado 28 casais, cifras de 1990

REDACCIÓN PLASENCIA
15/07/2019

 

As cegonhas brancas que neste ano conseguiram {nidificar} e reproduzir-se em Plasencia foram 28 casais. A conhecida pelos {ornitólogos} como {Ciconia} {ciconia} tem diminuído seu registo populacional, com dados muito similares aos que tinha em 1990, quando se recensearam uns 29 ninhos. A partir do ano 2000, a população começou a aumentar progressivamente, chegando a contabilizar-se esse mesmo ano umas 67 casais e crescendo cada ano.

São dados do {naturalista} Andrés Bernal, que, desde 1987, vem realizando um recenseamento de cegonhas e outras espécies em Plasencia.Segundo assinala, a cegonha branca é uma espécie muito {colonial}, que costuma reunir-se em grandes congregações para criar. Mas em Plasencia, seu {gregarismo} «só/sozinho se limita às {subcolonias} de Santo Domingo, com 9 ninhos ocupados e a catedral, também com 9». O resto, «preferem {nidificar} de modo individual, disseminando seus ninhos, pelas antigas chaminés, igrejas e o complexo educativo.

O apuramento que realiza este {naturalista} é visual, contabilizando um por um todos os ninhos existentes. Esta contabilidade realiza-se entre Maio e Junho, no núcleo urbano da cidade. Entre outros dados, se localizam os ninhos num plano e se {recuentan} os frangos criados com êxito. A posta e cria histórica das cegonhas em Plasencia normalmente era de três a quatro frangos ao longo/comprido dos últimos anos, «mesmo não era difícil ver ninhos com cinco pintos». Mas neste ano, Plasencia está tendo uma média/meia de dois frangos por ninho.

Quanto aos fatores do descida/desmpromoção, pode ter influido «a eliminação dos antigas lixeiras». que tem diminuído sua alimentação. Também existem outros parâmetros, «como a alteração de seus espaços naturais, as mudanças nos usos agrícolas, o uso de {pesticidas}, os choques contra estendidos elétricos e as alterações climáticas», aponta.

As notícias mais...