Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 18 de agosto de 2019

50 menores em risco de exclusão passam o verão num espaço educativo

Localizado no da feira, realizam atividades de lazer, desporto e saúde

R. R. PLASENCIA
18/07/2019

 

Este é o sexto ano que Cruz Roja gere em Plasencia o chamado espaço educativo saudável, uma iniciativa que vai para além de um acampamento urbano e que oferece a 50 menores em risco de exclusão social um verão diferente, com atividades relacionadas com o lazer, o tempo livre, o desporto e a saúde.

Segundo explicou ontem a {monitora} Mari Ángeles Cáceres, começou o 24 de Junho e se desenvolverá até ao 3 de setembro. A coordenadora destes espaços na zona norte, {Enma} Macieira, assinalou que os participantes têm entre 5 e 14 anos, «embora temos algum de 4 porque tem dois irmãos e, nesse caso, se faz uma exceção».

Além disso, recebem o pequeno-almoço e o almoço, com os tratar-se de «promover hábitos saudáveis» na alimentação.

Assim, o acampamento começa às 9.30 horas e termina às 14.45, após ter comido e realizado atividades «educativas, de lazer e tempo livre, desportivas e de hábitos saudáveis», aponta Cáceres.

Contam com 5 monitores a Cruz Vermelha e um de apoio, mais outros 4 voluntários fixos e 2 que vão de forma esporádica. Neste sentido, Cáceres fez ontem um apelo porque «faltam voluntários» maiores/ancianidade de idade em Cruz Roja. Explicou que, para sê-lo, basta com ir a sua sede, situada junto à piscina de verão e inscrever-se. Se lhe fará uma entrevista e, após uma formação básica, poderá iniciar/dar início o voluntariado.

Financiado pela Junta de Extremadura, o presidente da Câmara Municipal, Fernando Pizarro, destacou ontem que a Câmara Municipal colabora cedendo o espaço, o recinto da feira e também com oficinas de igualdade, uma atividade de convivência com a unidade canina da policia municipal e o acesso gratuito à piscina de verão. Pizarro destacou que, neste acampamento, «desligam, seu verão seria muito diferente» de não existir o recurso.

As notícias mais...