+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Tragaderas}

 

ANTONIO Galván González
23/05/2020

Numa sociedade sem valores, umas {tragaderas} {anchas} som de grande utilidade. Os personagens que {degluten} o {engrudo} que lhe vão {echando} os que sustentam a frigideira pelo manga costumam ir escalando degraus no lista até conquistar algum pico de altitude moderada, ou mesmo certas cimeiras elevadas. É questão de ter paciência e um estômago a prova de bombas. Não há mais. O problema -a sorte, mais bem- é que não todos {valemos} para {empacharnos} com esses pratos {nauseabundos} que se servem, entre outras coisas, para detetar aos mais hábeis no arte da prostração, o servilismo e o {lametazo}. É o que acontece quando se tem uma hierarquia de valores estabelecida, que não se a pode ignorar embora as circunstâncias e o ambiente incitem a isso.

No entanto, voltando à genealogia dos {tragasables}, temos de incidir em que os há, mesmo, que, mesmo tendo alcançado a cúspide, seguem/continuam fazendo gala duma capacidade sobre-humana para {zamparse} suas próprias palavras, e até para digerir os princípios e valores dos que presumiam, com tal de seguir/continuar contando com um {sostén} que lhes garanta que não terão que apear-se do {machito}. Exemplos deste protótipo se podem encontrar por {doquier}. Embora é na política onde a falta de escrúpulos e a avidez de poder/conseguir se transbordam, ultrapassando qualquer limite imaginável e provocando um espalhe que acaba derrubando qualquer tipo de fronteira moral. Dependendo dos {anteojos} ideológicos com que estejam lendo esta coluna, estarão a pensar em políticos dum ou outro signo. Mas é inegável que, nos últimos tempos, os que estão a fazer gala duma {faringe} espantosamente profunda e extensa som os que antanho presumiam de sociais-democratas, isto é, parte dos quadros dirigentes do Jogo/partido Socialista.

Estes políticos estão demostrando um encaixe digno de estudo, porque seu líder está servindo'ls sapos, cobras e {boñigas}, e eles os {paladean} como se fossem delicadas delícias. Desse Sánchez que pactua até com os herdeiros dos terroristas etarras pouco/bocado se podia esperar já, porque tem demonstrado que é um {amoral} {redomado}. Mas se {echa} em falta um pouco/bocado de arrojo e sentido de Estado nos moderados que ainda não tenham fugido, {despavoridos}, dessa {ciénaga} {pestilente} em que Sánchez converteu seu jogo/partido. H*Diplomado em Mestrado.