Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 20 de septembro de 2017

Processo soberanista

Jaume Ruiz Castro
12/09/2017

 

O direito de autodeterminação o contempla a doutrina social da Igreja, mas não nas condições que algum prelado catalão o tem aplicado para a consulta do 9-N: Um pode decidir, por exemplo, ser arquiteto; mas se as condições de trabalho dessa zona não o contempla, nem prevê uma formação para dito fim, essa opção não é válida.

A Igreja reconhece dito direito, sempre e quando tenha um quadro jurídico ou terceiros o avalizem: Estados Unidos, a comunidade internacional, o Vaticano, a União Europeia, a Constituição Espanhola e o Estatuto de Autonomia de {Catañano} o reconhece e para isso teria que ter uma reforma da Constituição e juntamente com ela a do estatuto.

O documento dos bispos catalães: «Raízes Cristãs de Catalunha», do ano 1985, reconhece a recuperação de Catalunha para legislar mas no quadro de legislação de 1979 e que as leis face ao bem comum dos catalães se tinham que ajustar a dito quadro. Este documento segue/continua vigente atualmente com a modificação do estatuto.

Visto a inviabilidade do processo, eles se vêem destinados a um bloqueio internacional que lhes fará voltar a seu leito e sejam arguidos e julgados os desobedientes, ao não ser que o sejam antes do 1 de Outubro.

FIRME/ASSINE EM MAU ESTADO

O parque de Castelar

Laura Mendoza Mejías

Badajoz

{Soy} una de tantas abuelas que {disfrutamos} de nuestros nietos.Quando o levo a Castelar, não posso deixar ao menino que {correteé} só/sozinho sem ir pegado de minha mão, pois o firme/assine do chão deixa muito que desejar: Buracos enormes nos que se caem os {críos}. Lhe pediria que me publiquem esta carta para que a leia alguma pessoa competente do Câmara Municipal De Badajoz.

É de vergonha como está e perigoso sobretudo para os meninos. Lhes {quedo} agradecida de antemão.

Uma avó que gosta de que seu neto corra livre, mas sem obstáculos pelo mau manutenção do chão.

FAZER O BEM

Desafogo

Jaime Fomperosa

Santander

En Janeiro deste ano 2017, os filhos me levaram a urgências ao hospital. Não lembrança nada, mas me {curé}. O tenho bem claro, se Deus não queria que morresse, tinha que estar a seu serviço. Tenho 81 anos, portanto não me fica muito tempo, sou muito prolífico, o compreendo, mas por experiência própria posso assegurar que o maior bem que pode ter uma pessoa, é ser católico, acreditar/achar em Cristo, filho de Deus e verdadeiro homem, que sempre nos ouve, nos perdoa, nos ajuda, nos alenta, nos dá a esperança, a paz e a certeza, não é nada relativo, é a segurança da felicidade que nos espera, se somos fiéis, depois da morte. Vale a pena. Perdão por este desafogo.

EM MAU ESTADO

Triunfo de Emilio de Justo em França

{Ambrosio} García Polo

Cáceres

En a localidade francesa de {Dax} e com touros de {Victorino} Martín, uma vez mais o toureiro de Torrejoncillo tem triunfado com autoridade, demostrando ao público gaulês o bom momento pelo que se encontra.

Podemos dizer que na atualidade Emilio é dos toureiros com maior cartaz em França, daí, que o seu nome se encontre nas diferentes combinações dos cartazes oferecidos neste país.

Se lidaram touros de {Victorino} Martín, de bom jogo. Antonio Ferrera: Ovação e silêncio. Alberto Aguilar, orelha e silêncio. Emilio de Justo, orelha e dois orelhas de lei.

As notícias mais...