Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 19 de septembro de 2018

La preocupação do PP

CARMEN Martínez- Fortún
10/01/2018

 

Está o Partido Popular muito preocupado, e uma o entende porque apesar de que a horrorosa crise vivida é, por enquanto, coisa do passado, de que o desemprego baixa e de que os indicadores económicos estão otimistas, muitos {nubarrones} ameaçam a situação de Espanha e como é lógico, um jogo/partido de governo tem que sentir esses dores como próprias.

Não me quero referir agora, embora poderia, à nefasta gestão da última nevada, pois esta e a posterior reação gira dos responsáveis de Trânsito não é património do atual governo, mas mau endémico de Espanha quando há temporal.

Mas sim poderia começar pelo futuro das pensões, cuja mealheiro míngua e míngua, sem que se saiba que vai ser de nós dentro duns anos e tão em risco elas que sobram as advertências de que algo deve fazer-se e deve fazer-se já. Pois como em Catalunha não é improvável que aconteça o que nunca ia a acontecer.

Precisamente continua a ser o problema catalão o mais grave, bem gerido ao fim com a aplicação do 155, ao que provavelmente não se tinha que ter chegado se se tivesse reagido antes ou pelo menos se tivesse sido capaz de evitar esse referendo que não ia a acontecer.

As {payasadas} contínuas que proporciona dia-a-dia o prófugo de Bruxelas, ameaçam além disso com que se eternize um bloqueio que afete, tal como Rajoy reconhecia há/faz pouco, a tudo o bem-estar espanhol. Com algo similar desafiava o cordeirinho {Junqueras} quando ainda mandava, antes de seu rendimento em {Estremera} e sua presença perante o Tribunal Supremo como um crente profundo, ao que em virtude de sua fé temos de deixar delinquir enquanto reparte, isso sim, ósculos espirituais aos constitucionalistas em seu caminho ilegal até a república.

Sim, amigo leitor, muitos e muito graves são os problemas atuais aos que se enfrenta Espanha neste 2018, após esse nefasto 2017. E por isso o PP vai a pôr-se a trabalhamos/trabalhámos, segundo {leo} e a tombar-se nas eleições de 2019. Para travar a Ciudadanos. Isso é ter as prioridades claras e preocupar-se pelo bem-estar dos mesmos, com minúscula.

Pois muito ânimo.

* Professora

As notícias mais...