Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 24 de novembro de 2017

{Ortodeontología}

DANIEL Salgado
05/09/2017

 

Era de esperar. O Jornal de Catalunha (irmão de este) é um meio {insidioso} com o nacionalismo catalão e, consequentemente, está empenhado em desacreditar ao Govern relativamente a seu desafio {secesionista}.

É um empenho louvável, sem dúvida, aplaudido mesmo pelo Governo espanhol, com não ser O Jornal precisamente um diário/jornal progovernamental ou, por dizê-lo em catalão, ‘de {dretes}’. Esta vez, no entanto, tem ido demasiado longe em seu {quehacer} jornalístico contra o separatismo catalão e aqueles que o promovem, até ao ponto de pôr em evidencia ao chefe dos Polícia catalã d’{Esquadra}, obrigar a mentir ao presidente da Generalitat e deixar em ridículo ao futuro ‘ministro de Interior’ de Catalunha. ¡Como tem podido publicitar uma falsidade tão grave como que o Govern tinha informação sobre/em relação a a possibilidade de um atentado em Barcelona, em verão e, a mais a mais, «especificamente na Rambla» !Homem, por Deus, isso não se faz¡ !E em cima com provas!

Embora o jornalismo é capaz de tudo, não se entende a razão de O Jornal para incriminar assim ao nacionalismo, como se o nacionalismo não tivesse bastante com o que tem, que não tem sequer embaixada em {Copenhague}.

Era de esperar que O Jornal, por seu {renuencia} ao nacionalismo, fizesse mesmo o que não deve fazer, como publicitar uma informação confidencial da CIA alertando do atentado.

Com razão, ou até sem ela, o presidente da Generalitat desmentia as provas de O Jornal, bem como o conselheiro de Interior dizia que «o documento da CIA foi um montagem para desacreditar ao Govern» e o chefe dos Polícia catalã se atendia com um «Sim» à pergunta de se era mentira a informação da CIA. Em termos {deontológico}, portanto, O Jornal deveria usar {ortodoncia} para suas dentadas contra o nacionalismo. Só/sozinho lhe tem faltado acusar à presidenta da Câmara Municipal de Barcelona da falta de {bolardos} (cuja resposta, por certo, tivesse sido a mesma: coisas da CIA). Era de esperar que O Jornal desse credibilidade ao que não o tem, relutante ao nacionalismo e seus protagonistas. O que não era de esperar é que desse provas.

* Funcionário

As notícias mais...