Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 20 de septembro de 2017

Obstáculos

CARLOS Ortiz
04/09/2017

 

Ao regressar a casa esta tarde, {percibí} que a vida estava a mudar. A vida recente, me {refiero}. Como se tudo voltasse a ativar-se. Como se estas semanas de verão tivessem sido um miragem. A isso lhe chamam férias. E, assim, {repetimos} os antigos hábitos de quem volta ao redil das velhos costumes: a casa de novo aberta, as tardes mais curtas e setembro pela frente/por diante para pôr outra vez tudo em marcha.

Na mesma rua por onde sempre passo já há {maceteros} gigantes para previr o medo, para tentar retirar-nos a certeza de que somos vulneráveis, tanto/golo, que nem sequer nos damos conta do muito que o {seguiremos} sendo apesar dos obstáculos. É significativo, às vezes surpreendente, quantos virtuais e físicos vão aparecendo por toda a parte, esses que devemos sortear sim ou sim para sentir-nos melhor. {Asistimos} nessa altura a cerimónias tais como o debate inútil dos políticos que procuram fuga uns de outros. Não lhes porei nenhum exemplo porque seguro que se lhes vem mais dum à cabeça. Tão curioso ou {desasosegante} como assistir à cerimónia da confusão de aqueles que não sabem comunicar-se, convertendo as palavras em fumo e gelo, esse teatro comum no espetáculo diário/jornal dos televisões. Que paradoxa. Lhes chamam meios de comunicação.

De obstáculos também estão feitas as almas. Os sentimentos não reconhecidos. As dificuldades para amar. Não sei que impedimentos nem que barreiras os provocam porque não me {considero} apto para opinar, mas {asisto} com amigos a essas cerimónias onde {aprendo} que Dar-se bem com o amor é tudo um luxo nestes tempos.

Não posso negar-los que acreditar/achar que não existirão dias nublados é como pensar que toda a gente é feliz, sem impedimentos para viver melhor. Só/sozinho posso dizer-lhes isso de que lhes vá bem setembro, que começa o curso. O verão próximo {contaremos} os obstáculos vividos. Oxalá não sejam muitos. Não se desesperem se encontram algum. A festa acaba de iniciar/dar início's e, qual similar futebolístico, isto não é como arranca mas como termina. Ao tempo. Feliz volta ao quotidiano.

* Jornalista

As notícias mais...