Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 15 de novembro de 2018

O novo ordem/disposição (ou desordem) mundial


10/06/2018

 

Um novo ordem/disposição (ou desordem) mundial se está desenhando a olhos vistas e a concretização mais nítida está no desenvolvimento da cimeira do {G-7} em {Canadá}, mas também na reunião quase simultânea do chamado grupo de {Shanghái}, o fórum de países asiáticos criado por China do qual Rússia é membro, bem como nas manifestações de amizade entre Xi {Xinping} e {Vladimir} Putin. Em {Canadá} se fez evidente a fratura entre as grandes potências económicas e EUA, mesmo antes de começar o encontro, devido principalmente à guerra comercial entre aquele país e seus aliados impulsionada por Donald Trump em base a seu ‘América primeiro’, mas também pela retirada de Washington do acordo de Paris sobre/em relação a as alterações climáticas e pela rutura do pacto nuclear com Irão. Desacordos entre Estados Unidos e os demais países mais industrializados -e mais ricos- do mundo os houve sempre. O papel dominante daquele país tinha marcado as relações dos diferentes fóruns, já fossem o {G-7}, G-8 ou G-20, mas todos partilhavam uns princípios que eram sua argamassa.

A cimeira do {G-7} no {balneario} canadiana de A {Malbaie} deixou pelo menos dois fotos que servem de metáfora para descrever o que parece ter acontecido dentro. E dizemos «parece» porque o acesso à imprensa esteve enormemente restringido. Uma delas é o aperto de mãos entre Donald Trump e {Emmanuel} {Macron}, tão duro por parte do francês que seu polegar ficou marcado na {manopla} entorpecida do {neoyorkino}. A outra mostra a um Trump sentado, cético e com os braços cruzados a um lado da mesa, enquanto o resto de líderes lhe avassalam de pé como quem quer convencer a um ateu da existência de Deus. Nada indica que o tenham conseguido. A cimeira acabou com um pulso em tábuas entre um Estados Unidos isolado e uns aliados dispostos a plantarle face. Um reflexo dos tempos que correm.

Nunca desde a Segunda Guerra Mundial se tinha produzida um rasgadura como o de agora. A petição/pedido feita por Trump de readmitir a Rússia no fórum do qual foi expulsada após a anexação de {Crimea} foi o ponto mais vistoso do desencontro que teve o perigoso acrescentado do apoio a dita petição/pedido dado por Itália governada agora por uma aliança populista e {antiestablishment} que não esconde sua admiração pela Rússia de Putin.

As notícias mais...