Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 20 de septembro de 2017

Moura e {Ferrera} em Melilla

Ambosio García Polo
06/09/2017

 

O 7 de setembro, na mesquita do toureio de Melilla, com os toureiros extremenhos: Juan Mora e Antonio Ferrera, onde poderão ver a identidade artística de ambos toureiros. Um cartaz extremamente interessante e inovador, dos que marcam a diferença.

Os adeptos {melillenses} vão ter a oportunidade de ver tourear a dois magníficos artistas. Dois toureiros capazes de criar sobre/em relação a os arenas obras {grandiosas}.

Não é uma tourada, é simplesmente filosofia da vida. Segundo Juan, o toureiro de Badajoz é um génio, um professor de todas as lides. Por seu lado, {Farrera} disse: «Dou graças a Deus por abrir-me porta no caminho do professor Juan Mora. Poder/conseguir viver as sensações tão bonitas que estou sentindo junto a ele».

INFORMAR AO CIDADÃO

O papel da imprensa

Emilio Puig Parcerisa

Badajoz

{Gracias} a la gran profesionalidad y buen hacer de los periódicos extremeños somos menos ignorantes de las irregularidades de los centros oficiales, onde a {esplendidez} não {cuadra} com seu desculpa de poucos recursos para investimentos vitalistas/vitais. Como botão de mostra, a despesa municipal dos cargos de confiança do Câmara Municipal De Badajoz.

Todos os seguintes dados são cópia/copia dos dois jornais regionais. Seis vereadores libertados mais o presidente da Câmara Municipal subida 393.000 euros, enquanto para as 300 pedidos/solicitações de ajudas mínimas só/sozinho há 232.625 euros, e os cargos de confiança supõem 670.000 euros, enquanto o serviço de ajudas a domicílio não passa de 632.885 euros.

São condecorados da lotaria política, onde um ordenado de mil euros é um triunfo. Este dispêndio, juntamente com as das outras instituições, é a causa de que Extremadura seja a região com menos atrativo para instalar-se porque se consolida como a de mais desemprego (29%); os salários mais baixos e a maior perda de poder/conseguir aquisitivo do país, perdeu 7.254 vizinhos/moradores e 1.712 autónomos/trabalhadores independentes e não encontra médicos para substituições porque vão a outras regiões que lhes pagam e tratam melhor.

Apesar dos pesares Extremadura é generosa, ajuda desinteressadamente ao desenvolvimento doutras comunidades, com mão de obra e cérebros cultivados e preparados durante anos.

A mentalidade dos sucessivos mandatários lhes negava a compreensão, que o combustível rejeitado é o que faz com que um motor funcione.

SOLIDARIEDADE

O comboio extremenho

Antonia Navarrete Lebrato

Valencia

{Quiero} {solidarizarme} con los amigos de Extremadura que reclaman un tren digno para su tierra. Sempre ao lado do qual sofre e por um mundo melhor. Beijos de vida e oxalá que meus versos despertem corações dormidos. Meu Extremadura cara, {déjame} com tua lembrança. Quero sonhar com tuas ruas. Somente tinha 7 anos quando tive que ir-me. Meu Extremadura cara te levo em meu pensamento, e cada vez que me durmo quero voltar a teu encontro. Quisesse encontrar a forma para que possam levar-me, pois a saúde já me falta, meu desejo é {abrazarte}. Se Extremadura tivesse o comboio para deslocar-me, seria seu fiel viajante vendo seus povos/povoações e vales. Senhores deste governo, não deixem que eu me vá, quero cumprir este sono/sonho antes de que chegue o alba. Extremadura é minha terra e com orgulho o digo, pois eu me sinto extremenha ao abrigo de teu abrigo. A Virgem de Guadalupe a todos nos dê {cobijo}, ela quer como mãe ver contentes a seus filhos. Com tudo meu carinho à terra que viu nascer a minha mãe.

Esclarecimento: Na informação sobre/em relação a os dados do desemprego de Agosto da edição de ontem se deslizou um erro. Dizíamos que a cifra de desempregados/parados totais na Comunidade da Extremadura era de 170.221, quando se situa em 107.221 pessoas. Pedimos desculpas a nossos leitores.

As notícias mais...