Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 25 de novembro de 2017

Lembranças duma mina

Amalio Gutiérrez Rubio
07/09/2017

 

Lembrança quando estudava Ensino secundário que ficava com um colega de classe para ir a recolher minerais para nossa coleção à mina de São José em {Valdeflores} e nos {metíamos} dentro das galerias, nomeadamente em dois que tinham acesso.

Passados os anos, durante uma visita à mina, me {encontré} com pessoas e maquinarias perfurando o subchão. Me pus a falar com o responsável dos trabalhos e durante a conversa me comentou que estavam fazendo um estudo e ver se ficavam filões de mineral suficiente como para ser explorada de novo. Com o tempo as máquinas foram e tudo voltou à normalidade. {Supuse} que não ficaria nada digno de ser explorado de forma rentável.

Noutro passeio, ao entrar numa das galerias {observé} que num vazio perto de a entrada alguém o tapava com um lençol e dormia dentro. Essa foi seu casa até que decidiram tapar todas as entradas e os poços. A partir de aí só/sozinho me tenho cruzado com pessoas que recolhiam pedaços de pedras, sobretudo as de cor azul turquesa, no arroio e os montes de {ripios}.

O paisagem tem permanecido apesar de ter estado submetido a exploração mineira de galeria.

Agora voltam a {agujerear} o outeiro e dizem que há muito {litio} como para fazer uma mina a céu aberto que se comerá tudo o outeiro e parte da montanha.

Eu não me o acredito/acho. O que sim se acredito/acho é que acabará com um bonito paisagem e pulmão da cidade, com o trabalho de muitos agricultores e pecuários, com trabalhos do sector turístico, educativo e serviço por não dizer os efeitos sobre/em relação a a saúde de todos e o bem-estar dos que vivem no lugar ou perto de ele.

A VOLTA COM VENEZUELA

Deus com Maduro

José María Granda Menéndez

Madrid

{Los} demócratas estamos perdidos. Deus está com Maduro. Com efeito, o que se acredita e se deixa adorar por uma seita de loucos como ele, como deus, Maradona, não somente lhe apoia, mas está disposto a ir a Venezuela a lutar como soldado ao lado de Maduro, outro louco tão maduro que tem pássaros ou, para não exagerar e segundo própria confissão, um passarinho na cabeça, versão laica do Deus cristianismo (que é o Deus verdadeiramente).

A Diego Armando Maradona, o pobre, para além de tanta droga ilegal, devem terle afetado os golpes de bola na cabeça, que cada dia a ciência revela mais que são fatais para o cérebro.

Todos --menos eles-- estamos de cabeça com tantos loucos, que mesmo contagiam a seus seguidores sem muito juízo; em especial aos que acreditam que temos de estar assim de louco para lutar contra o capitalismo. Não é, pois, que sejam perigosos, mas são já muito daninhos.

O astro do futebol argentino Diego Maradona enviou ao presidente de Venezuela, {Nicolás} Maduro, uma mensagem de apoio em espanhol, italiano e inglês no qual se oferecia como «soldado» da revolução bolivariana.

A JOSÉ ROJO

Triunfo de um de Trujillo

{Ambrosio} García Polo

Cáceres

Mucho y bien se está hablando de esa gran promesa del toreo como es el novillero de Trujillo José {Rojo}. No sábado fez sua apresentação com os do {castoreño} em {Sacedón} (Guadalajara). Com touros e novilhos de Cayetano Muñoz, muito bons, atuou com Juan Bautista, que cortou dois orelhas, {Curro} da Casa, ovação e dois orelhas, e José Rojo, que debutou com os do {castoreño}, quatro orelhas e um cauda.

O próximo 8 de setembro, na cidade de Pizarro, vamos a poder/conseguirlo ver em sua localidade, lugar onde existe um grande ambiente e comprovar os avanços conseguido nesta difícil profissão.

As notícias mais...