Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 14 de novembro de 2018

Junho 2018

CARMEN Martínez- Fortún
10/06/2018

 

Este foi o ano definitivo. O que culmina a ensino secundário. Agora se a joga verdadeiramente e, como tantas vezes tem ouvido, não só/sozinho de suas decisões mas de seu afinco depende seu futuro. Esse sono/sonho de ser médico ou físico, fisioterapeuta ou engenheiro ou diplomático. De ser analista ou embaixadora, orientadora ou advogada. Essa coisa estranha de estudar filologia, que ainda há jovens que amam os livros, ou adoram a ecologia ou se {pirran} pelos computadores ou querem ser atores ou redatores. Ou terão sua própria empresa ou serão escritores, matemáticos, engenheiras, bibliotecárias.

Atrás seus anos de infantil, sua primária entre letras e números, desenhos, {manualidades} pelo dia da mãe e do pai e da Paz e concursos de relatos e microrelatos e a mulher trabalhadora. E o instituto/liceu onde correrá à volta de a pista em educação física ou nessas de teoria onde o professor lhe ensinava as características do salto, ¡{jo} que rolo!, porque chove e hoje não se pode correr. Se tem estudado bem as ponderações e a língua e a história e sim, também o inglês lhe tem saído bem. A ver amanhã com o grego ou as {mates} ou o latim, que necessito nota. E já está facto/feito.

E de imediato como num mau sono/sonho, esse que provavelmente você, querido leitor, também tem sofrido, resulta que temos de repetir o exame. ¡Que não que não, impossível! Pois sim. Porque numa web oculta, mas acessível ¡que coisa maldita será essa! alguém que nunca deveu chegar onde tinha chegado pendurou os exames. Mas ¿que {dices} agora?

E pensa, como o {Principito}, que que lhes passa a esses maiores/ancianidade que {pretendidamente} lhe estiveram educando a ele. E grita à face do presidente, porque o rei, ao fim, se tem {escaqueado}, que não e que não e que não.

E depois reflete e afirma que esse primeiro golpe não lhe deterá. E que se examinará outra vez, e conquistará seu futuro, e quando recorde este Junho maldito de 2018, se {enorgullecerá} da promessa que se fez a sim mesmo de formar-se e lutar ao máximo para que nem na Extremadura nem em parte alguma, os jovens do amanhã estejam em mãos de incompetentes semelhantes. *Professora

As notícias mais...