Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 2 de abril de 2020

Irene e os {machotes}

CARMEN Martínez-Fortún
08/03/2020

 

Oito de Março, e entretanto feminismo furibundo e algaravia de duma lei imatura, convem que cada qual preserve a liberdade de ser feminista como lhe dê a ganha. Ou mesmo que, questionando o título por adulterado e manipulado, sustente com convição que tudo o avançado até a igualdade entre homens e mulheres é sagrado.

E não é que me sirva o mote {hórrido} de que a igualdade é voltar a casa só e bêbeda, porque não o é. Isso é só/sozinho encarar a parte sórdida de algo tão grande que não merece ser tratado de modo tão calunioso. Mas seria bom {recordar} as palavras de eminentes homens, como Ramón e {Cajal}, o mais misógino dos intelectuais de sua geração, todos eles bastante machistas, quando afirmou: «{Desconsuela} reconhecer que, enquanto goza de um talento e cultura viris, costuma a mulher perder o encanto da modéstia, adquire ares de {dómine} e vive em perpétua exibição de primores e habilidades. A mulher é sempre um pouco/bocado teatral, sempre em cena. ¡E depois têm gostos tão senhoriais e complicados!» Ou as de Benavente negando-se a dar uma conversa ao círculo intelectual de mulheres que se reuniam no {Lyceum} Clube feminino, porque ¡não ia ele a dar uma conferência a parvas e a loucas! Com menor {menosprecio} chamava {Unamuno} seu costume a sua adorada mulher, mas o papel subsidiário é inegável. Mulheres invisíveis, suporte do homem, incomodativas se brilhavam e às que se podia {ningunear}. Os intelectuais de esquerdas como os de direitas.

Por isso indigna o omnipresente {ceño} franzido desse macho {alfa} de livro que é Igrejas em auxílio de seu jovem, como se esta não pudesse defender-se só. Ou o outro que chama {machote} ao juiz que atreve-se a corrigi-la, tão prestigiosa como é. ¡Por favor! Prestigiosas, sem remontar-me a {Hipatia}, ou descer à Merkel, as {Sinsombrero} de 27, por pôr um exemplo próximo. Tão artistas como seus homens e {ninguneadas} por essa intelectualidade defensora dos direitos... masculinos. Mas ¿onde estão os conquistas desta boa senhora que está onde está por ser mulher de seu homem? H*Professora.

As notícias mais...