Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 20 de junho de 2018

A grande coalizão alemã


13/01/2018

 

Mais de três meses depois das eleições e após um primeiro tentativa frustrada de formar governo com uma diferente coalizão entre conservadores, liberais e verdes, a coalizão Jamaica, Angela Merkel vislumbra a possibilidade de um quarto mandato. Seu jogo/partido, a conservadora CDU, e os sociais-democratas do SPD, alcançaram um princípio de acordo que deveria {desbrozar} o caminho para a formação duma nova versão da grande coalizão. O desbloqueo não implica ainda que cedo tenha um novo governo em Berlín, porque antes temos de redigir ponto por ponto o acordo e mesmo antes o SPD tem que decidir se se lança a uma repetição de um pacto com os conservadores que se bem o anterior funcionou desde o ponto de vista da lavor/trabalho de governo, {electoralmente} foi um desastre para os sociais-democratas. E depois, as bases do SPD têm que dar-lhe sua aprovação. Um caminho portanto que ainda pode {derrapar}. No entanto, o que Alemanha necessita é um governo estável que trave as pretensões duma crescida extrema direita que vê uma vaza favorável na ausência de governo. E também Europa necessita que tenha estabilidade na Alemanha, particularmente nestes momentos {plagados} de ameaças ao projeto comum. O presidente francês, {Emmanuel} {Macron} necessita a Merkel para a sua proposta de {refundar} Europa. Neste sentido, não é casualidade que o princípio de acordo alcançado apresente um novo começo para Europa junto a França.

As notícias mais...