+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Dependência

 

FERNANDO Ayala Vicente
17/05/2020

A escritora {Eliane} {Brum} utiliza uma expressão com a que estou muito de acordo: o aproximação social com isolamento físico pode ensinar-nos que {dependemos} uns de outros.Sem ânimo de ser redundante, durante estes últimos meses temos repetido uma e outra vez uma série de valores dos que, entendemos, estamos aprendendo, e ao mesmo tempo, aplaudindo, que nos deixa a terrível experiência vital à que {asistimos} por ocasião da pandemia. O facto/feito de estar confinados, de ter limitações muito sérias em relação a nossa liberdade de movimentos e de relações sociais e laborais, permitiu despertar em nós outro tipo de atitudes que, na verdade, não deveram ser nunca flor de um dia.

O preocupar-nos pelos mais débeis, o intensificar redes de cooperação como as que se têm organizado {espléndidamente} em nossas cidades, vem a significar que, nem sequer o que, noutros artigos demos em denominar ‘solidão voluntária’, é uma opção.

Face ao liberalismo indivíduo preocupado por teorias {darwinistas} da sobrevivência dos mais fortes, contrapomos as doutrinas sociais-democratas, nas que a intervenção do Estado, do coletivo, do público, fazem conjugar a {complementariedad} entre liberdade e igualdade.

Portanto, dependência como sinónimo de necessidade. De proximidade, De proximidade. De empatia. Em definitiva, de conhecimento dos demais. Uma nova forma de vida nos espera, pelo menos a médio prazo. Saibamos partilhar o respeito pelas normas que entre todos temos contribuído a elaborar, com a preeminência dos nossos gostos, inquietudes, desejos…

O tempo nos dirá que com a força da costume, a adaptação a uma sociedade em perpétua mudança e o impulso por sair adiante, teremos um novo quadro no qual, lentamente/pouco a pouco, {celebraremos} cada conquista arrebatada ao fecho de expectativas, como um agradável ressurgir deixando atrás a pior das nossas pesadelos. *Historiador e deputado do PSOE