Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 22 de junho de 2018

Aproximação entre as {Coreas}


12/01/2018

 

Após vários meses de provocações –militares e perigosas, umas; {lenguaraces} e {patéticas} as outras–, uma delegação de Coreia do Norte se tem sentado a dialogar com outra {surcoreana}. O resultado mais imediato foi o anúncio da participação de {Pionyang} nos Jogos Olímpicos de inverno que se iniciarão em Fevereiro em Coreia do Sul. A diplomacia dos desportos foi sempre benéfica, sobretudo em Ásia. {Recuérdese} a chamada diplomacia do {pimpón} que a princípios dos anos 70 do passado século abriu o caminho a uma normalização de relações entre China e EUA, que chegou anos depois.

O encontro intercoreano se produz após dois anos de rutura de todos os canais de comunicação entre os dois países que permanecem separados desde há seis décadas. Nesta nova atmosfera se reabrirá a linha quente entre {Seúl} e {Pionyang} e, segundo Coreia do Sul, se tem acordado manter conversações militares, mas o norte deixou bem claro que a questão nuclear nem se toca. Nesta reiniciação de conversações destaca a ausência dum dos protagonistas da crise: EUA. A artilharia verbal e as graves ameaças lançadas por Trump contra o líder {norcoreano} {Kim} {Jong}-um fazem impossível neste estádio a participação de Washington, enquanto o trabalho quieta, sensata e constante do presidente {surcoreano}, {Moon} {Jae}-{in}, tem tido seu recompensa, embora isso não signifique que o final do contencioso coreano esteja muito perto.

As notícias mais...