+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Adeus buffet

 

JOSÉ MARÍA De Loma
13/05/2020

Sem buffet de pequeno-almoço, que estímulo terá viajar. Sem buffet, a causa do coronavirus, {despidámonos} de que venham a fazer turismo ingleses e alemães, que invadem as travessas como se fossem planícies da velha Europa, deixando fogo e cinzas e se talvez a casca dalguma laranja, um pedaço de {churro} e três madalenas {mordisqueadas}. Eu acredito/acho que quando um inglês nasce já está a pensar no buffet do pequeno-almoço dos hotéis espanhóis.

--Senhora tem tido você uma menina linda.

--Mamã, pega outro prato de croquetes.

O inglês ou inglesa vai logo fazendo's maior/velho e não para de sonhar com o buffet. Quer ser um proveitoso médico ou arquiteto, um honorável economista ou um reputado político mas sobretudo quer amortizar o buffet, inchar-se, ficar empanturrado, {jalar} como se não tivesse um passado amanhã e não ter que gastar já em todo o dia nem no almoço nem na jantar. Nem na merenda. Se dão mesmo casos clínicos de pessoas obcecadas com que tenha não só/sozinho buffet na hora do pequeno-almoço se não também na hora de jantar. Lhes ensinam o folheto sobre/em relação a Espanha e lhes dá igual que seja {Benalmádena}, Ibiza, Tenerife ou Alicante. Eles o que querem é que o hotel tenha buffet. Que reponham tudo rápido e que não falte, sobretudo, o mesmo que tomam o pequeno-almoço em casa. Experimentos os mínimos, mas {bacon} tudo o que faça falta e faz falta muito, sobretudo se a noite foi {movidita}, bem regada de cerveja e tendo um corpo duns {kilates} que temos de encher cada dia de combustível. Entre a quarentena obrigada ao que chega a Espanha, norma promulgada ontem, o {pobreterío} que temos em cima, as proibições ou recomendações, como na Alemanha, de não viajar, etc. não vai a vir ninguém a nenhum sítio. Isso sim, para quando isto passe e se descontraia, o verão de 2021, por exemplo, terá uma grande fome de viagem. ¡E de buffet! A vida não é um buffet livre e às vezes te serve um prato que nos pediu. Pode ser um doce agradável ou algo que não te apetece e te {jode} a existência. O buffet é a grande metáfora: suspendido o tempo ({estás} de férias), suspendidas as obrigações e tendo pago já, se te dá a oportunidade de ser Deus. Ou seja, de escolher. Isto é, de salvar a este ou ao outro. Queremos dizer, a esse ovo estrelado ou tal enchido, a este cafezinho e a este chá com leite, a estes ovos mexidos e a este tomate em fatias e não a este outro. O prato como arca de {Noe}. Coisa do passado.

*Jornalista.