Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 15 de novembro de 2018

Os ‘{youtubers}’ não fazem jornalismo

JUAN JOSÉ Ventura Fernández
12/06/2018

 

Desde que entrou pela porta do sala a {smart} {tv} mudei minha forma de relacionar-me com o audiovisual. A oportunidade que brinda Youtube de ver vídeos de todas as épocas a qualquer momento revolucionou minha experiência perante o monitor. Meus artistas preferidos, os cantores mitológicos, os concertos que fizeram história, desfilaram pela ecrã de led e o seguem/continuam fazendo diariamente. Grupos desaparecidos como {Triana}, Pata Negra, The Beatles... ou {cantautores} esquecidos como {Hilario} {Camacho}, {Ovidi} {Montllor}, Joan Bautista Humet têm em Youtube seus concertos para sempre e é uma delícia relembrar-los.

Mas junto a eles pululam uma série de ‘canais’ de informação caseiros, elaborados em domicílios particulares, com escassos meios, nos que os chamados {youtubers} fazem algo que aspira a ser jornalismo, pode ser confundido com isso e não o é.

Não me estou referindo a aqueles que ensinam a manejar a pistola de silicone ou a cultivar o horto, mas a outros {youtubers} que estão intoxicando a suas centenas de milhares de seguidores com seus argumentos de {charlatantes} de feira ambulante.

Falam sem conhecimento de temas importantes como a segurança internacional, a próxima guerra mundial, as reuniões do grupo {Bilderberg} ou a chegada do fim do mundo e pontificam sobre/em relação a estas informações sem dados, sem contrastar nada. Se reafirmam em seus contidos com frases como «se tem podido ler na rede» ou «se comenta entre os {youtubers}»... E às vezes se {enzarzan} entre eles numas polémicas absurdas chamadas ‘{salseo}’.

¿É isto jornalismo? Pois não. No entanto, a muitos adolescentes lhes parece que sim. Os profissionais da informação temos uma grande responsabilidade sobre/em relação a a qualidade da informação que chega ao público e lhes temos que prover de armas para distinguir a {filfa} da informação contrastada. De seguir/continuar assim a morte do jornalismo tal como o conhecemos agora será questão duns anos. Provérbio: Quem fala por provérbios é um saco de verdades.

*Jornalista.

As notícias mais...