Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de novembro de 2017

Os XII Encontros de Montánchez reúnem a artistas de primeira linha

Se poderá adquirir um adubo/prestação/pagamento de 25 euros para as quatro atuações. Antonio Lizana, Pepe Viyuela, Enrique Heredia ou {Sole} {Giménez} entre eles

SARA CID
19/08/2017

 

A duodécima edição dos Encontros de Montánchez, Diálogo de Culturas arranca na próxima quarta-feira dia 23. Às 20.30 horas terá lugar o ato inaugural, no qual se entregarão no parque do Calvário os prémios Diálogo de Culturas à {oenegé} Mensageiros da Paz, Seminário Cultural {Avuelapluma} e Associação Cultural Víctor.

Durante a inauguração e entrega de prémios poderá usufruir-se da música de {Berzosax}, para além de um pequeno vinho de honra para os assistentes. A partir das 22.00 horas no Castelo, o saxofonista, cantor de flamenco, e {arreglista}, para além de {inspiradísimo} compositor, Antonio Lizana oferecerá uma atuação que deleitará a todos os assistentes com um dos mais {rutilantes} talentos surgidos no jazz. Um compositor aberto a novos sons, que destaca por sua implicação social e sua forma única de fusionar flamenco e jazz com reminiscências árabes.

Cabe destacar que para todos os atos celebrados no castelo terá um {microbús} gratuito para pessoas com mobilidade reduzida desde meia hora antes do começo do espetáculo, por gentileza de {Solís} Tour {SA} cuja saída será desde a terreno amplo da igreja.

A jornada seguinte começará com uma visita às 9.30 horas à ermida do Cristo del Amparo em Benquerencia, uma das 7 maravilhas da região. Esta pequena ermida de origem Barroca, do século XVII destaca por seus impressionantes frescos, comparados mesmo com a Capilla Sixtina.

A diversão continuará assegurada às 12.00 horas com o oficina de biodança no teatro dos Encontros. A biodança é um sistema de crescimento pessoal orientado ao estudo e o fortalecimento da expressão dos potenciais humanos, através da música, o movimento, exercícios de comunicação em grupo e vivências integradoras. Este oficina estará dado por {Tuco} Nogales, Diretor de biodança, Sistema {Rolando} Touro Ao-{ándalus} de Málaga. Quem deseje assistir, é necessário que se inscreva na Câmara Municipal até ao próxima segunda-feira dia 21, já que as praças/vagas são limitadas.

A tarde seguirá/continuará com outro oficina às 18.00 horas. Esta vez será na casa da cultura e tratará sobre/em relação a cozinha sarauí, onde os participantes poderão chegar a esta cultura através de sua gastronomia bem como aprender receitas e elaborações.

Para o povo/vila sarauí como para os espanhóis, a comida/almoço se converte numa forma de reunir-se e partilhar com amigos e familiares momentos de conversa e amizade. Algo que não passará despercebido neste oficina será o ritual do chá. O oficina será dado por {Lehbib} {Hamni} {Suleim}, um sarauí estudante na Escola de Cozinha de Mérida. Esta atividade tem um custo de 5 euros e será necessária inscrição até ao próxima segunda-feira dia 21 na Câmara Municipal.

Às 19.30 horas celebrar-se-ão na Fundação {VanerLinde} os Diálogos de Cidadania e Cultura de Paz a cargo da Agência Extremenha de Cooperação Internacional ao Desenvolvimento e a organização de Fundação Cidadania, em colaboração com diferentes câmaras municipais da região e da mão de Alvo {Tamayo}.

O processo da noite correrá a cargo da companhia de teatro De Amarelo Produções representando dom Juan Tenorio, no Castelo. Na história do mito de dom Juan, o Tenorio de José Zorrilla ocupa um lugar de grande relevo por seu enorme e sustentado êxito e pela inovadora caracterização de seu protagonista. Se algo definia a dom Juan Tenorio era uma personalidade sem modulações, cifrada numa maldade {impenitente}.

O oficina de biodança se encarregará de animar a amanhã de sexta-feira e o oficina de cozinha sarauí fá-lo-á durante a tarde. Às 19.30 horas se estabelecerá na fundação {VanderLinde} uma conversa-debate sobre/em relação a as formas de vida e problemática no {Sáhara}, guiadas pela Associação Extremenha de Amigos do Sarauí da Extremadura.

Em torno de esta atividade poderemos usufruir da exposição fotográfica “Desterrados na {Hamada}”. Seguidamente, na Praça/vaga de Espanha feira solidária com o fim de arrecadar fundos para esta causa.

Às 22.00 horas no Castelo Enrique Heredia ‘O {Negri}’ e {Sole} {Giménez} oferecerão uma atuação. Enrique Heredia é herdeiro da música e a tradição flamenca, duma família cigana, da que provêm artistas como Estrella Morente. Acompanhado por {Sole} {Giménez}, uma das vozes mais características do pop espanhol, antiga vocalista do grupo Alegados Implicados farão usufruir duma noite de flamenco muito especial. Seguidamente, começará o passeio noturno ‘Cruzeiros, mais além do culto’, cuja saída será desde o parque do Calvário. Os participantes percorrerão os diferentes cruzeiros que existem no povo/vila, suas origens, histórias e curiosidades.

Às 9.30 horas de sábado se organizará uma visita ao castelo, na qual os assistentes terão a oportunidade de conhecer lugares do castelo como a ‘Casa Ensanguentada’, ‘O poço dos mouros’ ou as escavações da adega entre outros. Será às 12.00 horas quando se ofereça um teatro familiar a cargo de {Kamarú} Teatro com a obra Instantes com Cervantes, o mais desvairado {hidalgo} nunca {cabalga} só/sozinho no teatro dos Encontros.

Miguel de Cervantes quer escrever as aventuras de dom Idealista, mas a {Sancho} não lhe parece boa ideia. “Instantes com Cervantes” através do humor e do maranha trata do respeito aos demais, de perder o medo à crítica e de não procurar a ludibria no diferente, o que nos ajuda a mandar uma mensagem contra o acosso escolar. Trata-se de uma {divertidísima} representação que combina humor, histórias impossíveis e participação.

Às 19.30 horas na praça/vaga de Espanha os mais pequenos poderão usufruir de animação infantil com a temática ‘Movida espacial, para salvar ao mundo temos de mover-se’. O agente {Fox}-37, um ingénuo astronauta, se enfrenta à missão mais especial e espacial de sua corrida/curso. A agência PASSA lhe tem encarregado a árdua tarefa de comprovar que todas as estrelas, planetas e {constelaciones} encontram-se em seu lugar correspondente. Tudo decorrerá com normalidade até que o protagonista se tope com {Altair}, uma {díscola} estrela que pretende mudar tudo o universo.

Às 22.00 horas a entrega de Prémios Literários Villa de Montánchez correrá a cargo da Associação Cultural Povo/vila de Montánchez. Às 22.30 horas, o mitológico Pepe Viyuela oferecerá um teatro-monólogo. Uma reflexão sobre/em relação a o quotidiano desde a perspectiva de um palhaço. Estamos obrigados a existir e obrigados a atuar, não sabemos onde nos temos metido e temos de continuar adiante. Uma metáfora na qual o palhaço é cada um de nós e seu jogo é um similar da nossa vida.

O último dia de festas será numa zona lúdica onde os meninos viajarão pelo mundo, utilizando algo que une a todas as pessoas: a capacidade e a necessidade de jogar e criar elementos lúdicos para expressar e divertir-nos, como parte do bagagem cultural. Para isso, se disporá do {Ludobús} {Babel} a cargo da Fábrica Lúdica.

Relativamente às quatro atuações que se celebrarão no castelo, cabe mencionar que o preço de cada uma delas será de 10 euros e também se oferece um adubo/prestação/pagamento por 25 euros para assistir às quatro atuações que poderá adquirir-se na posto de turismo de Montánchez e nas bilheteiras do Castelo. Para mais informação pode chamar-se ao telefone 927 38 00 01.

As notícias mais...