+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Um verão de sonho Serra de Montánchez e {Tamuja}

Nossos povos/povoações nos oferecem tempo, possibilidade de contemplar e afagar o alma num passeio

 

Gastronomia. Os produtos da zona som um dos grandes atrativos da região. - cedida por quinta ao {manzil}

Redacción AA MONOGRÁFICOS
12/07/2020

Não é outro sítio que o coração da Extremadura. A região Serra de Montánchez e {Tamuja}. No triângulo de Orellana / Orelhana desta imensa região de interior, como vértices Cáceres Trujillo e Mérida, nossos povos/povoações nos oferecem tempo, possibilidade de contemplar, afagar o alma em cada passeio, comer a bocados os melhores manjares com o olfato, saborear a fogo lento, reter na olhar a surpresa, tombar/capotar de forma louca tuas ilusões, projetos e opiniões com teus novos vizinhos/moradores ao abrigo de um bom vinho e do melhor presunto. Sentar-se ao fresco, sentir-se salpicado do pó de milhares de estrelas que florescem cada noite neste imenso céu da região e inclusivamente usufruí-lo desde/a partir de o Varanda da Extremadura. No ar {piruetas} de cheiro: o do pasto seco, a guisado de legumes e escabeche. Na mesa salada de cónegos, secreto ibérico, creme de queijo, pão de Viena, vinho do telhado.

Serra de Montánchez e {Tamuja} {abandera} os paisagens gastronómicos. Plano, montado e serra misturando a natureza à pegada/marca de seus povoadores, costumes ancestrais e, como resultado, colocam na {despensa} os melhores manjares. Tão a teu alcance esta enorme {alacena} com presunto, queijo, figo, vinho e óleo/azeite.

Desperta uma amanhã qualquer, percorre nu os chãos cerâmicos que contam mil segredos, {has} dormido bem apoiado por seus imensos muros e agora, quando te cumprimenta o dia, subé à serra para percorrer a rota dos moinhos ou refrescar-te com o rumor da água pela {carpintera} ou à sombra duma irmã, contemplar a grandiosidade da {Terrona}, a Neta ou a Soalheiro, imensas azinheiras rainhas das nossas montados. E fica tempo para bisbilhotar o cortejo do {somormujo} em algum dos nossos barragens como o de O Galo. Chapinhando te {refrescas} e {vuelves} a casa para tomar o pequeno-almoço, pão, óleo/azeite, presunto e, na cozinha, uma imensa fonte de figos que aos poucos desaparece por causa de mãos travessas e paladares educados.

Os alojamentos rurais de Serra de Montánchez e {Tamuja} oferecem em suas instalações piscinas em enclaves únicos, miragens de água cristalina,tão em solidão que quase não parece real. Cheira a {láudano} de {jara}, o sol subiu, começa a vida nas terraços, tomar-se os vinhos, bater palmas o espeto.

O silêncio das tardes para sestas, banhos ou reuniões de cozinha, leituras insuspeitas ou simplesmente tu. Em nossa região te intrigará a vida dos {vettones}, os mistérios da Basílica visigoda, a Via da Prata, ordens militares,a Transumância e seus caminhos para os rebanhos ,estadias inesperadas de Carlos V…

Sem pressa, tudo sem pressa. Tempo para usufruir teu tempo.

Tranquilo, Fresco e Rico, um verão de sonho.