Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 18 de janeiro de 2020

Santander apoia às empresas extremenhas com 745 milhões de financiamento

Mais de 33.000 empresas trabalham já com a entidade, que conta com dois escritórios especializados e 47 gestores

Redacción AA MONOGRÁFICOS
17/11/2019

 

Banco Santander tem impulsionado o negócio e o crescimento das empresas da Extremadura com as que mantém hoje um investimento por montante de 745 milhões de euros sobre/em relação a um total de 1.079 milhões de volume de negócio. Mais de 33.000 empresas da região trabalham já com a entidade financeira, que conta com dois escritórios de empresas e 47 gestores dedicados a este segmento. O objetivo é ajudar às empresas de todos os tamanhos em o seu crescimento e expansão, concedendo-lhes empréstimos e apoio não financeiro, como formação e acesso às redes.

Neste sentido, o banco conta com uma larga oferta de produtos e serviços pensada para adaptar-se às necessidades das empresas, com independência do tamanho ou sector de atividade. Também as acompanha nos seus processos de internacionalização e expansão, dando cobertura a exportações e importações em mais de 150 países, e sendo o banco número 1 na concessão de empréstimos para operações internacionais. De facto, no os primeiros nove meses deste ano, Santander dedicou 132 milhões de euros para potenciar a internacionalização das empresas extremenhas. Este montante supõe um incremento do 38% em relação ao mesmo período do ano anterior e se levou a cabo, em grande medida, mediante os adiantamentos de exportação e o financiamento das importações. Os créditos {documentarios}, as remessas e transferências internacionais, bem como a compra venda de divisas a prazo, foram alguns dos produtos mais demandados pelas empresas da Extremadura neste âmbito. Desde 2011, Santander tem apoiado a mais de 4.500 clientes para dar este saltador ao exterior, bem como a 2.200 empresas estrangeiras a estabelecer-se em Espanha.

A fortaleza do negócio internacional de Santander está apoiada pela rede internacional de bancos próprios do grupo. Além disso, a entidade conta com capacidade para apoiar o estabelecimento e investimento estrangeira de seus clientes em mais de 30 países graças a acordos com bancos locais de primeira linha.

Este impulso do negócio internacional se baseia em iniciativas como Santander Trade, que permite conetar com mais de 16.000 empresas de diferentes países para que estabeleçam relações comerciais entre elas, para além de oferecer uma larga informação sobre/em relação a o sector exterior. Da mesma forma, {International} {Desk} é o serviço que dá sentido à {conectividad} internacional ajudando às empresas, especialmente as pme, a estabelecer-se e investir noutro país como impulso a o seu crescimento. Além disso, nos 16 países onde o Grupo Santander tem um banco comercial, oferece uma atenção personalizada e {multilingüe} tratando à empresa no país de acolhimento como um cliente conhecido desde o início, com acesso à oferta completa de produtos especializados para empresas de Banco Santander.

Santander também lidera a concessão de empréstimos {ICO} no sistema financeiro espanhol, com um montante de 1.363 milhões de euros em empréstimos e {leasings} assinados durante os primeiros nove meses de 2019, o dobro que a seguinte entidade financeira no ranking. Isto supõe uma quota do 42% e que o banco tenha concedido uma de cada dois operações que se levaram a cabo. Nomeadamente, no caso da Extremadura, esta quota é do 54%, o dobro que a segunda entidade financeira.

Além disso, no passado mês de Janeiro e com o objetivo de impulsionar o crescimento, a sustentabilidade, a inovação, a {digitalización} e a geração de emprego, o banco pôs no mercado o Fundo {Smart} para empresas, dotado com 620 milhões, o maior fundo de dívida privada em Espanha destinado a empresas que faturam até 100 milhões.

{Digilosofía},

a filosofia digital

de Banco Santander. Banco Santander acompanha às empresas em sua transformação digital através da {digilosofía}, a filosofia digital de Banco Santander, que advoga por pôr a tecnologia ao serviço das pessoas e as empresas, inovando em produtos e serviços para que a operacional com o banco seja cada vez mais segura e simples e seja o cliente o que escolha onde, quando e como relacionar-se com sua entidade financeira. Prova de isso é que o 87 por cento das empresas que operam com Santander o fazem já por meios digitais.

De facto, desde 2015, os clientes pme e empresas vinculados a Santander España aumentaram um 66%, chegando até os 1,7 milhões a fecho do terceiro trimestre deste ano, devido, em grande medida, a esta transformação digital e comercial que o banco está levando a cabo. Neste ecossistema no qual o consumo digital de produtos e serviços é cada vez mais aberto e o {big} data a principal ferramenta de inteligência empresarial, Santander evolui seus modelos de negócio com o lançamento de novas plataformas digitais que geram mais valor para seus clientes e conetam às empresas com os consumidores.

Santander Shopping é uma plataforma digital que segue/continua o modelo Business {to} {consumer} ({B2C}) no qual as empresas têm a oportunidade de aproveitar o canal digital (web e {app}), com mais de um {billón} de acessos ao ano em Santander, para vender seus produtos e serviços com o objetivo de alargar seu carteira de clientes. As empresas têm assim a possibilidade de oferecer descontos e promoções personalizadas ao grupo de clientes que desejem aplicando as possibilidades que permite o {big} data.

Meu Comércio está dirigida também a autónomos/trabalhadores independentes e empresas, e permite visualizar o detalhe de todas as operações de venda e devolução realizadas nos {TPV}, bem como poder/conseguir conhecer hábitos acrescentados de como são seus clientes, quando e onde compram e conhecer se está a gerar maior ou menor trânsito de clientes a seu comércio.

As notícias mais...