+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Rede estatal contra a mutilação genital

Entidades e ativistas trabalham para sua prevenção e erradicação

 

Redacción AA MONOGRÁFICOS
07/02/2020

Diversas entidades, profissionais e ativistas criaram a Rede Estatal Livres de {MGF} para a prevenção e erradicação da mutilação genital feminina, bem como outras violências machistas, e melhorar a atenção às mulheres e meninas sobreviventes. Esta organização, com presença em seis comunidades autónomas, surge por “a necessidade de fortalecer a coordenação no âmbito estatal e com os diferentes territórios, unir forças e criar sinergias promovendo um acordo/compromisso integral social e político”, expõem. A rede reivindica que “o estreitamente para a prevenção e erradicação da mutilação genital feminina, bem como a atenção às meninas e mulheres sobreviventes, é necessário fazê-lo desde/a partir de um foque de género e comunitário, que não reproduza a estigmatização, o racismo e a {revictimización}, sempre desde/a partir de a voz protagonista e ativa das mulheres sobreviventes.