Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de janeiro de 2020

Quatro décadas e uma província inteligente

Miguel Ángel Gallardo
08/09/2019

 

Se há um dia marcado no calendário no qual os extremenhos {exteriorizamos} o orgulho de pertenença a nossa terra, esse é o 8 de setembro. Hoy, com alegria, {celebramos} o Dia da Extremadura. E sem deixar de lado o carácter feriado desta data, que se {colorea} em tons verde, branco e negro, também é conveniente abrir um espaço para a reflexão, justo no arranque duma nova legislatura.

No passado mês de Junho se constituiu a undécima Corporação Provincial da atual democracia. E neste novo mandato iniciámos a andamento firmes em nossa convição de que desde a província fazemos região.

Uma comunidade autónoma, por certo, que conta com seis novas Medalhas da Extremadura. Duas mulheres, a poeta {Ada} Salas e a jornalista María Jesús Almeida, bem como o Festival Internacional de Teatro Clássico de Mérida, a Sociedade {Micológica} Extremenha e os corpos da Policia Municipal da Extremadura e a Unidade Militar de Emergências ({UME}), têm já o imensa honra de ter-se pendurado a máxima distinção a nível regional. Junto a minha felicitação o agradecimento por tombar seu talento e trabalho incansável em nosso território.

Ao longo/comprido do presente ano {venimos} recordando o enorme e necessário trabalho que tiveram que realizar presidentes da câmara municipal, vereadores e vereadoras quarenta anos atrás, com a constituição dos primeiros câmaras municipais e Corporações democráticas, após as eleições autárquicas de 3 de Abril de 1979. Todas estas mulheres e homens foram os encarregados de abrir as portas das Instituições para que corressem ventos de liberdade, contribuindo a pôr as bases duma democracia que já ninguém nos arrebatará. Em definitiva, tornaram-se nos autênticos embaixadores do municipalismo, e os primeiros que começaram a fazer possível que nossos povos/povoações não se fechassem.

Face ao período 2019-2023, desde a Diputación de Badajoz temos estabelecido três eixos de atuação para aplicar nossas políticas: câmaras municipais-território-pessoas. Sobre/em relação a esses eixos giram os serviços públicos básicos, a luta contra a despovoamento e a coesão social. A participação, com a ouve ativa, e concertação, sempre à procura de acordos, guiarão a ação política. Para essa ação política {apostamos} por um design que parte desde o território e que seu destino será a Assembleia provincial.

Neste sentido, me alegra voltar a resgatar nesta tribuna dois dos projetos pelos que temos apostado firmemente. Há um ano eram uma promessa, mas hoje já são uma realidade.

Por um lado, o Plano de Luta contra a Exclusão Financeira se tem materializado com a instalação de caixas automáticas naquelas localidades que se viram privadas deles nos últimos anos ao desaparecer as entidades bancárias ali existentes. Hoje são 25 as povoações que já dispõem deste serviço, enquanto ao longo/comprido deste mês se somarão outros 5 municípios. Ao todo serão 30 as localidades que não se verão desprotegidas e contarão com este serviço financeiro.

É uma das nossas medidas contra a despovoamento e que exerce outras repercussões benéficas sobre/em relação a a economia ou o turismo mas, sobretudo, para a população afetada. Não somente por não ter que deslocar-se a outras localidades próximas, mas por igualdade, solidariedade e equilíbrio territorial.

Não será a única ferramenta que {utilizaremos} para combater este mau endémico que açoita ao meio rural do nosso país. Trabalhamos/trabalhámos por situar inteligência frente a despovoamento. De facto, uma das nossas mais firmes atuações recairá em ‘{Smart} Província’: redes que unem, comunicam, para que o âmbito rural seja igual que o urbano, no “internet das coisas”.

Também, no último ano começou a desenvolver-se o Plano de Mobilidade de Veículos Elétricos em Municípios da Província de Badajoz (Plano {MOVEM}), que nos tem situado como lugar de referência na utilização de tecnologias de última geração respeitosas com o ambiente.

Com o objetivo de fomentar o uso do veículo elétrico e a acessibilidade à recarga/recarrega, o Plano {MOVEM} se desenvolve através de dois ações principais. A primeira delas, já finalizada, consistiu na entrega a cada população de um veículo 100% elétrico para usos municipais. Um total de 200 carros que servem de modelo energético ao que devem estender nossos povos/povoações.

A segunda ação deste plano, que entrará em funcionamento nos próximos meses, é a implantação duma rede inteligente de pontos de recarga/recarrega de veículos elétricos situados na via pública. A rede está integrada por 32 pontos de recarga/recarrega instalados a menos de 35 quilómetros de qualquer núcleo de população. Badajoz se situará como a primeira província espanhola em contar com uma rede de pontos de recarga/recarrega pública para veículos elétricos.

Em definitiva, tecnologia e inovação para nossos povos/povoações, que os queremos com vida e com pessoas. A extensa província de Badajoz é um território cheio de oportunidades e cujos habitantes se esforçam dia-a-dia por uma Extremadura melhor.

{Felicitamos} neste dia a todas as mulheres e homens que habitam nossa terra, de esperança cheia.

As notícias mais...