+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O povo/vila potencia o turismo ornitológico com casas rurais nas antigas escolas

A câmara municipal alarga a residência de maiores/ancianidade e coloca cartazes informativos nos acessos

 

Cartazes. Grade/cerca promocional instalada na bilhete por estrada de Trujillo. - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRÁFICOS
10/05/2020

Santa Marta de Magasca (300 habitantes) tem muito claro que no turismo está seu futuro, como já é parte de seu presente cada dia. Incentivar o fluxo de viajantes é uma das máximas de seu presidente da Câmara Municipal, Raúl Gutiérrez, quem converteu este município em tudo um referente para os amantes da caça miúda e da ornitología. Por isso vai a dar facilidades aos viajantes para que se possam passar uns dias nele com todas as comodidades observando aves ou conhecendo de primeira mão a história de Santa Marta de Magasca. É por isso que tem transformado as antigas escolas de educação pre-escolar não obrigatória numa casa rural graças a programas da Diputación de Cáceres.

A casa rural foi construída em 2019 em plenário/pleno coraçãozito da {Penillanura} De Trujillo-cacerenha, afastada de qualquer outro povo/vila mas perto de Cáceres, Trujillo e Monfragüe, entre vários espaços naturais protegidos .Esta primeira experiência foi a base para materializar também uns apartamentos rurais, para o que se tem habilitado/tesoureiro uma verba/partida do Programa {Edusi} da instituição provincial, de 140.000 euros. “Nosso turismo tem uma dormida média/meia de dois dias no máximo, já que estamos muito perto de dois núcleos urbanos como Cáceres e Trujillo, pelo que temos muita procura em momentos como a Feria do Queijo de Trujillo ou as {juras} de bandeira em Cáceres”, explica o presidente da Câmara Municipal Raúl Gutiérrez. Por isso vai a construir dois apartamentos rurais, também na mesma parcela das antigas escolas, com uma extensão de 500 metros quadrados.

Para poder/conseguir canalizar todas as procuras a câmara municipal está preparando a abertura duma posto de turismo, com pessoal especializado à frente e um centro de interpretação. Esta mesma semana se têm colocado cartazes indicadores dos recursos turísticos nos principais enclaves do município, com especial atenção à natureza e as aves. Santa Marta de Magasca conta com uma interessante população de aves estepárias, como as abetardas, o sisão ou as pechinchas. A abetarda e a perdiz vermelha som as rainhas da {penillanura} e as {rapaces} dos {riberos}. A bilhete ao município por Trujillo foi um dos lugares escolhidos para colocar estes reclamos. O povo/vila conta com um pensão para o alojamento dos viajantes desde há já duas décadas.

A praça/vaga de Santa Marta de Magasca conta com um {interesantísimo} rolo jurisdicional, que vai-se aproveitar para pôr em valor por meio de um relevo arquitetónico específico. Também se têm arranjado caminhos públicos aproveitando que o parque de maquinaria da mancomunidad (conjunto de municípios) encontra-se no município.

O outro grande projeto do Câmara Municipal de Santa Marta de Magasca é o alargamento da residência de maiores/ancianidade Obra Social Santa Marta, que é um dos motores económicos do município. Está alargamento conseguirá que a residência aumente em 14 praças/vagas mais. “Uma das nossas prioridades atualmente é que nela não se produza nenhum caso de {covid}-19, como aconteceu até agora. É de titularidade pública e nela trabalham 23 profissionais que atendem a 46 praças/vagas. Tomamos medidas muito cedo e não temos tido casos de coronavirus”.

DESINFEÇÃO. Santa Marta de Magasca está implementando um rigoroso programa de desinfeções graças a pessoal próprio e a ajuda de vizinhos/moradores com maquinaria adequada. Da mesma maneira, a câmara municipal tem repartido máscaras para toda a população e regularmente os bombeiros têm desinfetado a residência de maiores/ancianidade. Uma empresa privada com fundos de assembleia provincial desinfeta semanalmente os exteriores e as zonas comuns do povo/vila. A comunicação é muito importante nestes momentos. Por isso os vizinhos/moradores estão completamente informados por meio de um blogue {santamartademagascaturismo}.{blogspot}.com onde encontram tudo o relacionado com o {covid} e o devir do município. Aqueles que não têm internet podem fazê-lo nos bandos que se colocam na porta da Câmara Municipal e outras zonas do povo/vila. Por meio de esses meios, as famílias que o têm necessitado têm podido fornecer-se de alimentos sem ter que sair do domicílio através do comércio local.