Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 19 de janeiro de 2020

Planas destaca o papel da caça para criar riqueza

Redacción AA MONOGRÁFICOS
12/10/2019

 

O ministro de Agricultura, Pesca e Alimentação em funções, Luis Planas, manifestou recentemente seu apoio explícito ao sector cinegético.

Em declarações aos jornalistas, Planas, assinalou o sector cinegético “proporciona emprego e riqueza a nossos povos/povoações e nossas zonas rurais, e o Governo de Espanha o defende e ampara”.

A isso soma-se, segundo destacou o ministro de Agricultura, que “a caça é um instrumento legal de gestão do território e do ambiente”, sem esquecer o facto/feito de que “o sector é muito relevante/preponderante” para o país, já que “temos 825.000 licenças de caça, sendo a terceira federação desportiva mais importante, após a de futebol e a de basquetebol”, enquanto em Andaluzia há “230.000 licenças e em Córdoba quase 40.000, o que demonstra o enraizamento popular da atividade cinegética”.

{MIXOMATOSIS}. Luis Planas informou também de diferentes aspetos em relação com o sector, como o projeto da {mixomatosis}, que afeta à lebre, que, segundo tem anunciado, se apresentará em finais de neste mês e é uma iniciativa financiada com fundos públicos, que conta com a participação do sector.

Igualmente aludiu à importância da regulação da população de {jabalíes}, em coordenação com as comunidades autónomas, e sobre/em relação a a preocupação do Governo e do sector pela preservação da {tórtola}, como espécie cinegética.

Em relação a isto, o ministro de Agricultura disse saber que “que há preocupação” no sector, “mas é evidente que queremos conservá-la como espécie cinegética”, de modo que, neste caso, “não se trata de estabelecer uma moratória, mas melhorar a gestão”.

As notícias mais...