+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Iberdrola realiza mais de 1.400 ações de proteção da biodiversidade

Em Espanha, tem destinado mais de 70 milhões de euros à proteção de aves e vegetação, com a adequação de apoios, a revisão de linhas elétricas e atuações neste âmbito em projetos de construção e manutenção . A companhia se tem fixado como objetivo alcançar a ‘zero perda neta’ de biodiversidade em 2030 e todos os seus projetos implicam um exaustivo plano ambiental para minimizar a afeção à flora e à fauna

 

Infraestruturas.Trabalhos de proteção da {avifauna}. - EL PERIÓDICO

Marcação. Ação no Dia Internacional da Aves Migratórias. - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRÁFICOS
05/06/2020

A atividade de Iberdrola se desenvolve atendendo a a preservação de ecossistemas sãos, como elemento chave para um crescimento sustentável, por isso todos os seus projetos implicam um exaustivo plano ambiental para minimizar a afeção à flora e a fauna.

Nos dois últimos anos, a companhia tem realizado um total de 1.445 ações relacionadas com a proteção da biodiversidade e, por ocasião do Dia Internacional do Ambiente, publicou seu Relatório/informe de Biodiversidade 2018-2019. Também, tem assumido o acordo/compromisso de alcançar a zero perda neta de biodiversidade em 2030.

Para consegui-lo, o grupo continuará aplicando os melhores padrões de proteção baseados na hierarquia de {mitigación} e continuará a trabalhar da mão da comunidade cientista, administração e organizações não governamentais no desenvolvimento e implementação de metodologias de quantificação do impacto à biodiversidade e seus serviços ecosistémicos. Além disso, continuará fomentando a preservação da biodiversidade, colaborando com os grupos de interesse/juro em projetos de conservação.

Mais de 70 milhões de euros para proteger

as aves e a vegetação em Espanha

Em Espanha, Iberdrola desenvolve desde há anos um programa de adequação das linhas elétricas para previr eletrocussões, com o que tem adaptado dezenas de milhares de apoios em zonas declaradas de proteção para a {avifauna}. As melhorias que se acometem no rede de eletricidade consistem em {forrar} as diferentes fases e conexões dos apoios, aumentar a distância de segurança, substituir as {crucetas} por outras especialmente desenhadas para proteger às aves e instalar dispositivos {antinidificación}, entre outras medidas.

Além disso, se levaram a cabo mais de 2.700 atuações de manutenção e renovação de linhas elétricas para reduzir tudo tipo de riscos nestas instalações, nas que se têm habilitado/tesoureiro elementos de proteção de {avifauna} e se têm renovado armado e {aisladores} para reduzir o risco de dano à fauna.

Entre as ações de proteção e gestão da vegetação, Iberdrola tem destinado 40 milhões de euros nos dois últimos anos, para iniciativas como o Flash, com o que se realiza uma análise exaustivo de toda as linhas elétricas, bem como do ambiente, mediante um helicóptero com câmara {LIDAR} ({Laser} {Imaging} {Detection} {and} {Ranging}). Só/sozinho em 2019, se reviram perto de 30.000 quilómetros de linhas elétricas, quase duas vezes a distância entre a Porta do Sol e a {Antártida}.

Entre os processos de biodiversidade em projetos de construção destaca o plano de proteção ambiental desenvolvido na planta solar fotovoltaica de Núñez de Balboa, na Extremadura. Durante sua execução se evitou a afeção a espécies de orquídeas de interesse/juro especial, se excluiu da zona do projeto um área de {avistamiento} de {aguilucho} agoirento, procedendo a seu cercado em obra para sua proteção, e tomaram-se medidas concretas para respeitar os períodos de {apareamiento} da abetarda e os ninhos de {abejaruco} e mocho jovem. Além disso, se tem desenvolvido um Plano de Conservação em torno de dois charcas pecuárias e se têm colocado caixas-ninho em todos os apoios da linha adaptadas para {cernícalo} {primilla} e {cernícalo} comum.

Em Espanha também, Iberdrola contínua com seu programa de Seguimento Ambiental de Fauna, com a realização de recenseamentos de {avifauna} em mais de 100 parques eólicos. Assim, por exemplo, no complexo de {Maranchón}, em Guadalajara, se têm realizado durante 2019 trabalhos de seguimento da ocupação de refúgios de {quirópteros} e amostragens noturnas com estações de ouve. Também, realiza-se a revisão dos territórios de águia real situados na periferia deste parque, com a instalação de plataformas para o estudo da dieta, bem como outras duas câmaras nas zonas de ceva e o marcação com emissores GPS/{GSM} {GPRS} de exemplares territoriais de águia real. Nos próximos anos se realizará o seguimento de suas deslocações, uso do espaço e análise da interação da espécie com os parques eólicos.

Foco na conservação de aves em perigo de extinção

Iberdrola, por meio de sua Fundação em Espanha, destina também recursos a iniciativas que põem o foco na conservação das aves em perigo de extinção, em investigações que incidem sobre/em relação a a afeção das alterações climáticas em certas espécies e em programas para a recuperação de habitats.

Desde/a partir de 2011, a Fundação Iberdrola España desenvolve o Programa Migra com {SEO}/{BirdLife}, com o objetivo de estudar os movimentos migratórios das aves em España. Através do marcação com dispositivos GPS que se incorporam a alguns exemplares se descrevem os movimentos de cada espécie ao longo/comprido dum ou vários anos. Desde que {comenzara} o projeto, se têm marcado mais de 1.000 aves e se registaram 32 espécies diferentes. Desta forma, se pode conhecer que espécies realizam grandes movimentos, quais som suas rotas migratórias, suas áreas de repouso durante a viagem e áreas de {invernada}, que espécies realizam unicamente movimentos dispersos fuera da época de reprodução e quais som sedentárias. Com estes dados, se investigam as mudanças destes {patrones} no tempo e sua relação com as alterações climáticas e num futuro se publicará um atlas da migração da {avifauna}.

Conservação do águia imperial e o {quebrantahuesos}, espécies em perigo

A Fundação Iberdrola participa também num programa de conservação e reintrodução do águia imperial da Fundação {Aquila}. Concretamente, desenvolvem um projeto pioneiro em España que persegue reduzir a mortalidade por eletrocussão das águias imperiais reabilitadas ou criadas em cativeiro por meio de um aprendizagem condicionada. As instalações que tem a Fundação {Aquila} em {Lagartera}, em Toledo, contam com um {voladero} com uma torre elétrica para facilitar a aprendizagem mediante estímulos elétricos de baixa intensidade. Desta forma, as águias aprendem a rejeitar estas estruturas como potenciais estalajadeiros uma vez libertadas.

Recentemente, investigadores desta organização, em colaboração com o Grupo Sábio, {IREC} (CSIC-{UCLM}) e a Fundação Iberdrola, têm concluído um estudo sobre/em relação a os efeitos que produzem as ondas de calor nas aves de rapina em España. Com este estreitamente, se tem demonstrado que o incremento das ondas de calor, ligado às alterações climáticas, altera a resposta imunológica destas espécies ameaçadas, afetando em maior/velho medida ao águia imperial.

Para a recuperação do {quebrantahuesos}, a Fundação Iberdrola España tem desenvolvido com a Fundação para a Conservação do {Quebrantahuesos} um programa que tem possibilitado a libertação de 12 exemplares no Parque Nacional dos Picos de Europa, com o que se reforça a população desta espécie até criar a médio prazo um novo núcleo reprodutor estável.

Aves estepárias na Extremadura

Neste âmbito, Iberdrola impulsiona um programa de {SEO}/{BirdLife} que tem como objetivo recuperar o habitat para que as povoações de sisão, {aguilucho} agoirento, {cernícalo} {primillo} ou abetarda comum deixem de diminuir.Desta forma, se localizam os ninhos destas espécies que, em ocasiões, encontram-se em explorações agrárias e se estabelece uma custodia ambiental do território, para além de realizar um seguimento das povoações destas aves.

Reabilitação de habitats: Floresta Iberdrola

La Fundación Iberdrola tem posto em marcha um programa pioneiro para a reflorestação em ambientes naturais. O programa Floresta Iberdrola-Defensa tem como objetivo reflorestar campos de manobras e tiro do Exército, propriedade do Ministério da Defesa. Obrigada/obrigado se plantarão árvores e arbustos em à volta de 300 hectares em diferentes campos de tiro localizados nas províncias de Albacete, Ciudad Real, Cádiz, Salamanca e Valência, com o que se conseguirá absorver 10.000 toneladas de CO². Em 2019, se completou a primeira reflorestação na província de Valladolid, com a plantação de 40.000 árvores numa extensão de 50 hectares.