+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Endesa {energiza} seus parques fotovoltaicos extremenhos

É o passo prévio para pôr em serviço as seis novas plantas de sua divisão renovável. À {energización} do parque se une também um curso de formação dirigido a 40 pessoas

 

Fotovoltaicas. Endesa constrói em Logrosán, Casas de Dom Pedro e Talarrubias seis plantas com um investimento de 200 milhões de euros. - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRÁFICOS
30/10/2019

A divisão renovável de Endesa, Enel Green Power España, tem {energizado} (permitir que a equipa adquira potencial elétrico) suas seis plantas fotovoltaicas extremenhas. Com a {energización} se ultimam os detalhes para a posta em marcha das plantas que Enel Green Power España está a construir nos municípios de Logrosán (Cáceres), onde se situam três delas, e Casas de Dom Pedro e Talarrubias, em Badajoz, onde se localizam outras três. O investimento combina de Endesa entre as seis se situa em torno dos 200 milhões de euros.

Na construção destes seis parques renováveis se geraram mais de 1.300 empregos diretos, graças em grande medida aos cursos de formação dados por Enel Green Power España a desempregados e interessados em desenvolver seu futuro profissional neste sector em auge. Precisamente a finalização destes parques vem acompanhada por um novo curso de formação que se está dando estes dias em Logrosán e Casas de Dom Pedro, sobre/em relação a operação de manutenção de parques fotovoltaicos.

Ao todo 40 pessoas se estão formando em energias renováveis e desenvolvimento sustentável, bem como manutenção e operação de plantas renováveis. Esta é uma das medidas de criação de valor partilhado que Enel Green Power España tem posto em marcha na construção de todos os seus parques. O Plano de Criação de Valor Partilhado da filial renovável de Endesa para esta zona não só/sozinho tem conseguido o fomento da contratação de mão de obra local e a subcontratação de serviços de empresas extremenhas, mas para além disso permitiu a execução de atuações de eficiência energética em instalações municipais ou residências de anciãos.

POTENCIA. As três instalações fotovoltaicas de Endesa em Logrosán -{Baylio}, Montado dos {Guadalupes} e {Furatena} -terão uma potencia de mais de 42 megawatts cada uma (127 MW ao todo), e para sua construção se estão investindo aproximadamente 100 milhões de euros. Uma vez que estejam totalmente operacionais, as instalações terrenos, compostas por à volta de 372.000 módulos, terão capacidade para gerar mais de 240 GWH por ano, evitando a emissão anual de aproximadamente 120.000 toneladas de CO² à atmosfera.

Por seu lado, as três plantas terrenos de Endesa em Casas de Dom Pedro e Talarrubias -{Navalvillar}, Valdecaballeros e Castilblanco- terão uma potencia de mais de 42 MW cada uma, e para sua construção se investirão aproximadamente 100 milhões de euros.

Uma vez que estejam totalmente operacionais, as instalações terrenos, compostas por mais de 372.000 módulos, terão capacidade para gerar aproximadamente 250 GWH por ano, evitando a emissão anual de mais de 165.000 toneladas de CO² à atmosfera.

A divisão renovável de Endesa, Enel Green Power España, produziu durante os meses de verão, 319 {gigavatios} hora de energia verde em Andaluzia, o que supõe uma redução de 260.000 toneladas de dióxido de carbono à atmosfera.

Endesa gere atualmente mais de 6.638 MW de capacidade renovável em España. Desta cifra, 4.710 MW são de geração hidráulica convencional. O resto, mais de 1.928 MW, se gerem através de {EGPE} e procedem de energia eólica (1.750 MW), minihidráulica (79 MW) e outras fontes de energia renovável (99 MW).

Enel Green Power, a linha de negócio global de energia renovável do Grupo Enel, ao que pertence Endesa, está dedicada ao desenvolvimento e operação de renováveis em todo o mundo, com presença na Europa, América, Ásia, África e Oceânia. Enel Green Power é um líder global no sector de energia verde com uma capacidade gerida duns 43 {GW} numa combinação de geração que inclui eólica, solar, geotérmico e hidroelétrico, e está à vanguarda da integração de tecnologias inovadoras em plantas de energia renováveis.