Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 29 de março de 2020

{Cremositos} do {Zújar}, Melhor Queijo de Espanha 2019

Concorriam com ele 223 queijos do país

Redacción AA MONOGRÁFICOS
05/12/2019

 

{Cremositos} do {Zújar}, elaborado por {Arteserena}, volta a colher um galardão do máximo prestígio. No passado ano conseguiu a medalha {Super} {Gold} nos {World} {Cheese} {Awards} que se celebrou em Noruega. Era a segunda medalha de ouro competindo com quase 3.500 queijos de todo o mundo. Mas na terça-feira passada 26 de Novembro {Cremositos} do {Zújar} se superou a sim mesmo e recebeu o Prémio Especial Alimentos de Espanha ao Melhor Queijo 2019, numa edição à que concorriam 223 queijos excecionais de tudo o país, que foram valorizados por 24 {catadores} de prestígio. Nesta décima edição do Prémio Alimentos de Espanha Melhores Queijos 2019 o que recebeu maior/velho pontuação na degustação a cegas foi {Cremositos} do {Zújar} que apresentava {Arteserena} (Campanario), o que lhe {granjeaba} o Prémio Especial Alimentos de Espanha ao Melhor Queijo 2019, conseguindo o galardão também de Melhor Queijo Madurado de Ovelha.

O prémio se enquadra dentro da Estratégia Alimentos de Espanha na qual o Ministério de Agricultura, Pesca e Alimentação trabalha para divulgá-la excelência dos produtos alimentares nacionais. Sem dúvida, {Cremositos} do {Zújar} é a ‘marca estrela’ de {Arteserena} uma sociedade integrada por uma dezena de pecuários da região de La Serena. Todos eles têm uma cabana própria e encontram-se a muito pouca distância da fábrica de Campanario. O resultado é que a leite chega o mais fresca possível durante todo o ano e sem ter que recorrer a terceiros para abastecer-se duma matéria-prima excecional. A leite crú desta {delicatesen} procede exclusivamente de ovelhas {merinas}, uma raça que produz muito pouca quantidade/quantia ao dia mas com uma proporção de gorduras e proteínas importante.

{Marcelino} Real, gerente de {Arteserena} valoriza muito positivamente este galardão: “É como se nos tivesse tocado a lotaria. É a primeira vez que recebemos este reconhecimento. Este queijeiro é um bolo que se elabora com leite crú de ovelha {merina} com {cuajo} vegetal e a diferença com a Torta del Casar ou Queijos da Serena é seu sabor suave. Procuramos o sabor da maioria de Espanha e não só/sozinho da Extremadura. No norte do país gosta o queijo mais suave”.

{CUAJO} VEGETAL. Em {Cremositos} do {Zújar} se emprega um {cuajo} vegetal que procede da {maceración} da flor do cardo, uma planta que cresce a beiras dos arroios e entre ardósias. O resultado é um queijo com um suave sabor amargo e agradável. Este queijeiro se sala em seco, mediante polvilhado superficial e pode ser de gordo a extragordo. Anualmente se destinam um milhão de litros à elaboração deste queijo que se traduzem em 400.000 quilos desta variedade queijo a cada ano.

Não é a única delícia que elabora {Arteserena}. Outros queijos também de retirar-se o chapéu são: Charco Fundo (Queijo curado) Cerro Dorado (Queijo em óleo/azeite), Flor do {Zújar} (Queijo semicurado) e Essência do {Zújar} (Creme para untar).

As notícias mais...