Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 18 de janeiro de 2020

{Corderex} espera chegar a os 80.000 cordeiros sacrifícados

Seu papel é fundamental para fixar população no mundo rural e na produção sustentável de recursos graças à ganadaria ovina

Redacción AA MONOGRÁFICOS
05/12/2019

 

A Indicação Geográfica Protegida {Cordero} da Extremadura ({Corderex}) espera chegar neste ano aos 80.000 cordeiros sacrifícados, o que significa um incremento em relação a campanhas anteriores. Raúl Muñiz, diretor treinador de {Corderex}, explica que estes dias são decisivos já que na campanha de Natal realiza-se um 30 por cento das vendas de todo o ano. A {IGP} conta com 325 pecuários associados, que representam umas 300.000 ovelhas amparadas.

De facto, {Corderex} encontra-se atualmente imersa numa importante campanha de difusão de suas excelências. “Estamos no esforço final do ano para que o público não se esqueça de consumir estes dias a carne de cordeiro {Corderex}, algo que sempre foi tradicional nas mesas de toda Espanha em suas diferentes versões e propostas”, explica.

O diretor treinador da {IGP} acrescenta que o cordeiro pode elaborar-se com preparações muito complexas que realizam os mais altos profissionais da cozinha, mas também as mais simples, porque simplesmente à ferro de engomar/assadeira ou à brasa a carne de cordeiro sai tenra e sumarenta.

“Em cordeiro nunca é suficiente toda a promoção que se realiza. Agora estamos {volcados} nas zonas de produção, junto a nossos pecuários, para dar-lhes a atenção e o carinho que se merecem, porque estão a viver momentos muito complexos para poder/conseguir manter suas explorações”, indica.

O grande repto/objetivo do sector ovino para o próximo 2020 é a nova Política Agrária Comunitária (PAC). “O sector ovino e um produto de qualidade como é o {Cordero} da Extremadura têm que sair beneficiados dessa negociação da PAC, especialmente os produtores, que necessitam um reconhecimento específico. É muito duro produzir produtos de qualidade, sempre com maiores/ancianidade custos de produção. Toda a gente elogia a produção excelente, mas isso tem que notar-se depois na conta de resultados”, comenta Raúl Muñiz.

Desde/a partir de a {IGP} {Corderex} querem pôr em valor seu papel para fixar população no mundo rural e na produção sustentável de recursos. “¿Que há mais sustentável nossas ovelhas no montado extremenha? Agora muitos se querem embandeirar como sustentável mas a ganadaria do ovino o leva sendo desde/a partir de sempre. Nossas explorações além disso encontram-se nas zonas mais periféricas e que mais se estão despovoando, como a {Siberia} e a Serena, pelo que estamos contribuindo à fixação de população ali onde mais se necessita ao precisar a ovelha tanta mão de obra”, comenta.

O Conselho Regulador Indicação Geográfica Protegida {Cordero} da Extremadura {Corderex} é o Conselho Regulador da Indicação Geográfica Protegida para os cordeiros que nascem nas Montados da Extremadura, que protege e ampara as canais de cordeiro que cumpriram cada um dos requisitos que se fixam em seu regulamento. As canais certificadas nos matadouros, sempre levarão um selo de garantia numerado no {garrón} de sua pata, bem como o selo corrido ao longo/comprido das duas médias canais com a menção {Corderex}.

As notícias mais...