+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A Câmara Municipal fornece de máscaras a seus 6.700 vizinhos/moradores e prepara um plano de ajudas

Aprovará uma modificação de orçamento para subsídios a empresários e autónomos/trabalhadores independentes

 

Videoconferência. O presidente da Câmara Municipal Luis Miguel Núñez, numa reunião. - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRÁFICOS
10/05/2020

Jaraíz de la Vera (6.700 habitantes) luta contra a pandemia com uma grande bateria de medidas de apoio a empresários, autónomos/trabalhadores independentes e cidadãos. Luis Miguel Núñez, presidente da Câmara Municipal do município, explica que suas prioridades passam atualmente por “reinventar Jaraíz de la Vera e reiniciar na medida do possível toda a atividade empresarial e socioeconómica. A cooperação e a colaboração com todos os comércios e empresários de Jaraíz de la Vera é chave, assim com todas as famílias desfavorecidas e desempregados, que requerem nossa máxima atenção”.

A Câmara Municipal de Jaraíz de la Vera, como não pode ser doutra forma, tem posto em marcha uma série de medidas em relação. “Desde/a partir de um primeiro momento, nos pusemos mãos à obra para desenvolver um plano de recuperação socioeconómica do município”, assinala Luis Miguel Núñez. Este plano recolhe/expressa, tal como outros municípios extremenhos, não receber as taxas daqueles serviços que não se têm emprestado, como por exemplo, os do centro de dia, instalações desportivas ou feira. Além disso, a todos os comércios, lojas e estabelecimentos se lhes tem aplicado a tarifa de ‘local fechado’ durante o primeiro semestre do ano. Da mesma maneira, vai-se a derrogar a ordenança de ocupação da via pública que pagam os estabelecimentos de hotelaria que têm terraços. Esta isenção se faz extensiva a todas aquelas empreendedores que desejem abrir um negócio em Jaraíz de la Vera.

Outro capítulo é o das ajudas para autónomos/trabalhadores independentes e empresários, pois em breve sairão as bases para poder/conseguir aceder a elas. Trata-se de que com esta possam fazer frente a despesas como a quota de autónomos/trabalhadores independentes ou pagamentos como a água ou a luz de seus negócios. Os subsídios se {detraerán} dos festejos e atividades culturais que não se têm podido celebrar. O objetivo é aprovar em plenário/pleno uma modificação orçamental específica e que o maior/velho número possível de negócios possam reiniciar seu atividade económica da melhor maneira possível.

A colaboração e a solidariedade dos cidadãos foram uma das endereço de identidade de Jaraíz de la Vera nestes momentos difíceis. E essa solidariedade se tem materializado através do próprio presidente da Câmara Municipal, que doou dois de suas mensalidades para comprar medicamentos e comida/almoço e ajudar às famílias mais desfavorecidas. Também se lhes levou a domicílio a comida/almoço aos maiores/ancianidade bem como as máscaras e luvas que se têm doado por parte do Câmara Municipal de Jaraíz de la Vera para toda a população. “Toda a equipa de governo se tem posto a disposição do povo/vila e se levaram estes alimentos e máscaras porta a porta e casa a casa dos 6.700 vizinhos/moradores”, explica o presidente da Câmara Municipal.

“Aos vizinhos/moradores temos de pôr-los um dez, a nota máxima. Têm posto todo o seu empenho e seu estreitamente para que o {covid}-19 faça parte do passado. Fizeram batas, máscaras e têm tido em ocasiões que emprestar seus serviços como voluntários. Também empresas, agricultores e vizinhos/moradores têm chamado à Câmara Municipal para ceder seus veículos nas trabalhos de desinfeção. Jaraíz foi sempre um povo/vila generoso e agora em momentos tão difíceis como estes o voltou a demonstrar”, comenta o presidente da Câmara Municipal.

Jaraíz de la Vera é conhecida por suas festas do Tabaco e do Pimento, que têm lugar em Agosto. Tudo aponta a que não vai a poder/conseguir celebrar-se neste ano como em circunstâncias passadas. Já tinha programados concertos como o de Camela e uma das orquestras galegas mais importantes. “Temos de seguir/continuar apostando em este sector cultural que também o está passando muito mal”, acrescenta Luis Miguel.

Jaraíz de la Vera tem orientado seu turismo à terceira idade, como assim deixou patente na última edição da Feria Internacional de Turismo de Madrid. A sua oferta está focada ao turismo sénior. “Continuaremos a apostar por esse destino intergeracional e por essa ‘economia prateada’ e em quando se abra a possibilidade de viagens interprovinciais com todas as garantias estaremos preparados. Queremos que Jaraíz volte a caraterizar-se por seu espírito empreendedor e pela colaboração com a câmara municipal”, conclui.