+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Cáceres impulsiona suas infraestruturas com o olhar posta no ambiente

A Área de Infraestruturas gere dois terços do Plano Re-Ativa da Diputación de Cáceres

 

Deputado. Luis Fernando García Nicolás, deputado de Infraestruturas Territoriais Inteligentes e Mobilidade. - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRÁFICOS
05/06/2020

A Diputación de Cáceres através do Plano Re-Ativa põe especial interesse/juro em obras de infraestrutura fundamentais para a conservação do ambiente na província. Assim o destaca Luis Fernando García Nicolás, deputado de Infraestruturas Territoriais Inteligentes e Mobilidade. “A Diputación de Cáceres põe especial cuidado em todas os processos em matéria de infraestruturas para que respeitem o ambiente e a biodiversidade”, indica.

Embora não terá um ato comemorativo como tal, a Diputación de Cáceres faz estes dias especial finca-pé em tudo o referente a cuidado do ambiente, cadeia de reciclagem de produtos da construção, bem como qualquer tipo de atuação que faz a instituição em defesa da natureza.

Especialmente importante é a cadeia de reciclagem de produtos da construção através das plantas de tratamento de resíduos que possui a Diputación de Cáceres e nas que se faz o tratamento e posterior {reutilización} dos produtos derivados da atividade construtiva, como áridos e areias, não só/sozinho da própria instituição, mas também de empresários particulares.

Aproximadamente, dois terços do orçamento inicialmente previsto investir no Plano Re-Ativa da Diputación de Cáceres serão geridos pelo Área de Infraestruturas Territoriais com o objetivo de conseguir a promoção das obras públicas e a construção e com isso o fomento do emprego. Desta forma, no Exercício 2020 estão previstos 600 mil euros; no Exercício 2021: 33.430.797,69 euros e no exercício 2022, 19.260.266,33 euros. Obrigada/obrigado 53.292.064,02 euros.

Dentro deste afastado temos de destacar o Plano Extraordinário de Investimentos 2020 (Plano Re-Ativa obras) que se levar a cabo em todos os municípios e entidades locais da província, incluindo Cáceres e Plasencia. Trata-se de dar início um plano, de forma imediata, para impulsionar a atividade económica e a manutenção de infraestruturas que proporcionem serviços básicos.

MANUTENÇÃO. Desta forma destaca-se o avanço no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com a melhoria da água limpa e saneamento, bem como a melhoria do comportamento energético dos edifícios públicos existentes. “É muito importante a manutenção, porque qualquer avaria de água supõe {malgasto} de água e de energia, quando se necessitam equipas de elevação de água aos depósitos. Na secção de manutenção e abastecimento supõe um investimento de oito milhões de euros e contará com atuações em todos os municípios.

Também a melhoria da eficiência energética abrangerá iluminações públicas, bem como modernizar a eficiência dos edifícios públicos para que {consigamos} uma poupança importante. Tudo isso influi no CO² que enviamos à atmosfera e redunda em o ambiente”, acrescenta Luis Fernando García Nicolás.

Também se inclui neste Área o Plano Ativa {Bianual} 2021-2022, que será gerido integramente pela Diputación de Cáceres e que se destinará exclusivamente a emprego de nova criação e investimentos em infraestruturas. Trata-se de um plano de apoio e impulso às empresas de construção e obras públicas e que continua com a reativação socioeconómica iniciada com o Plano extraordinário. Poder-se-ão acometer obras de maior/velho calado devido a que é um plano {bianual} e inclui a antecipação na gestão pelos que se começará previsivelmente este verão.

Dentro das infraestruturas também se inclui a criação de novas {EDARs}, (Estação Depuradora de Águas Residuais), de acordo com o protocolo assinado entre a Diputación de Cáceres e a Junta de Extremadura no 2019, bem como a impermeabilização de depósitos de água e a reparação de redes de saneamento em alta -reparação da rede de canos de esgoto situando em território não urbano que transporta as águas residuais às depuradoras-. O montante previsto para estas atuações é de 727.000 euros. Trata-se de obras que reforçam a saúde e a segurança das pessoas.

Atualmente, a Diputación de Cáceres está solicitando informação dos municípios, e as obras começarão em finais de neste ano ou princípios do 2021.