+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Cáceres combina a tradição e a vanguarda em seu programa

A Sala de aula de Maiores/ancianidade da Universidad Popular se encarrega hoy da tradicional queima do {pelele} . Na tenda transparente da praça/vaga se repartem copos recicláveis e terá ‘pontos violeta’

 

Participação. Uma das comparsas de carnaval que participou no desfile/cortejo no passado ano. - EL PERIÓDICO

O {Guateque} da Década. Com Lola Massey. - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRÁFICOS
21/02/2020

O Carnaval de Cáceres se tem desenhado procurando o equilíbrio entre a tradição, a vanguarda e a tolerância. {Fernanda} Valdés, vereadora de Cultura e Festejos do Ayuntamiento de Cáceres, recorda que as tradições temos de “mantê-las, potenciá-las e melhorá-las em cada edição”. Por isso, os meninos das escolas que hoy assistem ao primeiro grande ato do Carnaval de Cáceres -o Desfile/cortejo do {Pelele}- poderão usufruir sentados nas escadas da Câmara Municipal desta representação que organiza o Sala de aula de Maiores/ancianidade da Universidad Popular.

A festa se inspira no Cáceres de princípios do século XX, quando as lavadeiras se ocupavam durante todo o ano da roupa da cidade e só/sozinho descansavam o dia 28 ou o 29 de Fevereiro. Em cada tanque confecionavam um {pelele}, uma sorte de patrão que passeavam em burro enquanto lhe cantavam {coplillas} para festejar o fim do inverno. Em 1989 se recuperou esta tradição, que hoy tem sua máxima expressão ao meio-dia na receção das lavadeiras pela corporação municipal, a leitura do manifesto e a distribuição de doces e licores sem álcool na tenda transparente que está instalada na praça/vaga Maior/velho e que, ao longo/comprido destas festas, será o epicentro da atividade. Finalmente, o boneco será pasto das chamas.

A tarde de hoy também está consagrada aos maiores/ancianidade e, para eles, às seis começará um espetáculo com o Trio {Charlot} na tenda de 800 metros quadrados, gerida neste ano pelo empresário Coke Bermejo. Nela repartir-se-ão copos recicláveis e terá um ‘ponto violeta’ no qual se informará sobre/em relação a umas festas sem acossos sexistas. “{Cuidaremos} muito que não tenha nenhuma discriminação por razão de orientação sexual ou de raça”, explica a vereadora. Outro dado de interesse/juro é que a maioria das pessoas contratadas na tenda pelo Câmara Municipal são mulheres, mesmo para a segurança.

PREGOEIRA. À noite, a atriz e cantora cacerenha Raquel Palma terá o honra de pronunciar o pregão carnavalesco. É a primeira vez que uma mulher apregoa os carnavais da cidade. Trata-se de uma artista muito querida/cara em Cáceres, que triunfa com seu espetáculo ‘Quando manda o coração’, uma viagem musical pela luta feminina e pela diversidade sexual, desde/a partir de a II República até à chegada da Constituição de 1978. Não tem transcendido se irá disfarçada para a ocasião, mas, sem dúvida, surpreenderá a todos.

Os grupos e comparsas que participam no desfile/cortejo de amanhã sábado se apresentarão perante os cacerenhos e fá-lo-ão com os fantasias do ano passado: Colégio Práticas, Musas da Índia, Comparsa Mansaborá, {Ampa} Moctezuma, O Grupo do {Colorete}, {Ampa} Colégio maria {Auxiliadora}, O Barulho, {Takicardia}, {Aspainca}, Treina 2 e Os {Alijares}.

Privam de {Camp}, também conhecido como o Pior DJ de Espanha, ao que dá vida o ator {JC} Currais, nos fará dançar a todos, e A Fémur surpreenderá com seu {show} a partir das onze da noite.

Um dos momentos mais esperados será o concerto de ‘O {Guateque} da Década’, que lidera {Carmelo} {Martínez}, integrante da Década Prodigiosa, e que, juntamente com a artista cacerenha Lola Massey, reverá os temas daquele grupo mitológico que levou a Eurovisión sua canção {Made} {in} {Spain}. Já muito bilhete a madrugada, {Cherri} Coke porá a dançar a todos com sua música {ochentera}.

No sábado dia 22 de Fevereiro a tenda acolherá a partir da uma a {paellada} de carnaval que será prelúdio da festa dos anos 80 e 90 da mão do grupo local A Pasma. A partir das cinco e média/meia da tarde, os grupos participantes no desfile/cortejo se concentrarão na Ronda da Ardósia para sair uma hora depois. Repartir-se-ão 1.800 euros entre todos os prémios e o coordenador do desfile/cortejo é Francisco Palomino.

O processo de O Grupo do Capitão Inumano -liderada por Santi Sánchez de Los Inhumanos- apresentará aos cacerenhos o {show} da digressão ‘32 anos sem sair do bar’, para concluir a jornada com os processos dos {pinchadiscos}.

No domingo, dia 23, ao meio-dia começará um pasacalles carnavalesco desde/a partir de o Quiosque da Música até à praça/vaga Maior/velho para continuar com atividades como oficinas de maquilhagem, {globoflexia} e incháveis.

A partir da uma e média/meia terá uma degustação de miolos e, à tarde, a partir das quatro e média/meia, arrancará a festa de carnaval infantil com desfiles e concursos. A programação conclui na segunda-feira, dia 24, com a festa e o concurso infantil que se transfere ao centro comercial Ruta de la Plata.