Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de novembro de 2017

Arroyo de la Luz recria o descobrimento do manjar pelo imperador Carlos V

El município espera 15.000 visitas no sábado e repartirá 900 quilos de {tenca}

REDACCIÓN
24/08/2017

 

A Festa da {Tenca}, que no sábado celebra seu vigésimo nona edição, terá como novidade a recriação do descobrimento gastronómico deste delicioso peixe de charca pelo imperador Carlos V, a cargo do grupo de animação {Insertus}.

El montagem teatral -intitulada Carlos V e a {tenca}- relembrará o instante no qual o monarca, que passava por Arroyo de la Luz num de suas viagens a Portugal, conheceu as delícias da {tenca}, alimento que incorporou a sua dieta em seu retiro do Mosteiro de Yuste.

A Festa da {Tenca} -de Interesse/juro Turístico Gastronómico- está considerada como o dia de afirmação regional da Mancomunidad (conjunto de municípios) de Municípios de Tajo-Salor, integrada por 15 povoações situadas entre estes rios.

As previsões apontam a que se consumirão, ao simbólico preço de 2 euros por dose, perto de 900 quilos de {tencas}. Umas 15.000 pessoas -o que significa duplicar a população- encherão as ruas de Arroyo de la Luz numa jornada cheia de atividades para todos os públicos.

A jornada de sábado 26 começará com o tradicional concurso de pesca, que será na Charca Grande. Outras atividades para os assistentes são as visitas guiadas aos principais marcos turísticos de Arroyo de la Luz, no qual não pode faltar o retábulo do Divino Morais.

El programa está pensado para atrair ao máximo espectro de população. Por isso se desenvolverão vários oficinas para meninos e adultos, desde {manualidades}, gastronomia ou a cria da {tenca} em cativeiro a cargo de Qualifica-T {Tinca}.

ARTESANATO / Os visitantes podem também conhecer a grande variedade artesã da zona graças ao mercado de produtos tradicionais que se instalará na praça/vaga de Divino Morais. As tendas de degustação se distribuirão na praça/vaga da Constituição e abrem a partir da uma do meio-dia. Nelas se repartirão umas 7.500 doses ao ritmo dos gigantes e cabeçudos típicos de Arroyo e de danças de {batucada}.

À tarde, a partir das cinco, na Charca Grande terá multiatividades aquáticas como {kayak} e {paddelboard}.

Os melhores pratos elaborados com este humilde mas saboroso peixe de charca serão reconhecidos com os prémios de um concurso gastronómico que se desenvolverá no curral de comédias. A condição é que o ingrediente principal seja a {tenca}.

Para contemplar o montado {arroyana} e a região de Tajo-Salor desde outra perspectiva os assistentes deverão inscrever-se na atividade de voos com balão cativo, que partirão desde a zona de Charca Grande. Às 20.00 horas voltarão a abrir-se as tendas de degustação.

El momento mais esperado da jornada é a representação da obra Carlos V e a {tenca} às 21.00 horas, que {recreará} esta curiosidade histórica.

Uma vez finalizada o montagem, sobre/em relação a as dez da noite, terá lugar o ato institucional na praça/vaga da Constituição em cujo decurso se entregarão as {Tencas} de Ouro, em presença das autoridades e os premiados. Conduz o ato a jornalista de Canal Extremadura Inma Montero.

El programa de atividades se tem desenhado pensando em {agradar} a todos, pelo que terá dois encontros musicais a partir das onze da noite. Uma na praça/vaga da Constituição e outra a praça/vaga das Escolas Reguladas, adequada para pessoas jovem a modo de festival, com grupos da região: Dedo Coraçãozito, A Estação {Seca+} {Tree} {House} e {Gatera}.

A Festa da {Tenca} terá neste ano seu prefácio amanhã sexta-feira 25 com o oficina infantil de pesca desportiva para meninos de 7 a 12 anos que começa às 10 da manhã na Charca Grande.

A Festa da {Tenca} celebra-se desde há 29 anos, o que indica o consolidado desta convocatória, anterior mesmo à constituição da Mancomunidad (conjunto de municípios) de Municípios Tajo-Salor, da que neste ano cumprem-se as bodas de prata. Foi declarada de Interesse/juro Turístico Gastronómico no ano 2011.

Destaca especialmente o cartaz da edição da festa -em português e espanhol- que têm realizado os técnicos da Diputación de Cáceres e que recolhe/expressa o espírito da celebração com uma grande {tenca} que tem uma {montura} típica {arroyana} em seu lombo.

Isabel Molano, presidenta da Câmara Municipal de Arroyo de la Luz, recorda que faz 13 anos que a festa não celebra-se no município, população que tem evoluído muito neste tempo. Sublinha que a festa encontra-se aberta a toda a gente e pretende ser um grande montra da zona, recordando o mote turístico de Arroyo de la Luz estreado na última {Fitur}: Arroyo de la Luz. Tudo o que somos.

DIA DA REGIÃO / Por seu lado, Rafael Pacheco, presidente da Mancomunidad (conjunto de municípios) de Municípios Tajo-Salor, afirma que «queremos que a Festa da {Tenca} se consolide como o Dia da Mancomunidad (conjunto de municípios), no qual os 15 municípios da região e seus 27.000 habitantes tenham ocasião de celebrar um dia em torno de este produto autóctone das nossas charcas. É uma forma de difundir o que somos e que põe em valor os produtos da zona, das nossas viveiros e Tudo o que somos».

Na apresentação da festa o vice-presidente primeiro e deputado de Desenvolvimento e Turismo Sustentável Fernando Grande assinalou que a de sábado é uma oportunidade perfeita para conhecer a região e difundir os recursos gastronómicos, turísticos e naturais da zona.

Por seu lado, Luis Amado, presidente do Grupo de Ação Local {Tagus}, recorda que a festa celebrou-se por vez primeira em 1989 em Navas del Madroño, percorrendo desde então de forma itinerante as quinze localidades do Tajo-Salor. De facto no passado ano a sede foi Piedras Albas, o município mais pequeno da região, fronteiriço com Portugal.

Amado recorda o potencial económico que tem a {tenca} e que poderia ser similar ao de outro produto emblemático da região: a Torta del Casar.

Afirma que ainda não se tem desenvolvido a produção industrial da melhor {tenca} do mundo, «que poderia servir de sustento para muitas famílias».

De facto, o futuro deste peixe passa pela melhoria dos processos produtivos nas viveiros e na diversificação de atividades. Mesmo se chegou a apresentar em ocasiões a criação duma Denominação de Origem {Tenca} da Extremadura. Cáceres é a província com maior produção {tenquera} do país, com o 90% do total nacional.

Em torno de a sua preparação existe uma grande variedade de propostas: à panela, com {cangrejos} de rio, em {escabeche}, com cogumelos, com {champiñones}, com amêndoas...

Arroyo de la Luz já está lista para receber/acolher este sábado a milhares de visitantes na mais importante jornada de convivência da região, durante a que se espera que os rigores do caloroso verão dêem uma trégua.

As notícias mais...