Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 29 de março de 2020

{Aerotermia}, a energia na moda

Este sistema extrai a energia gratuita do ar que há no exterior com uma bomba de calor

Redacción AA MONOGRÁFICOS
30/10/2019

 

Um sistema de aquecimento se está impondo. E o faz por muitos motivos, mas sobretudo por sua sustentabilidade e poupança de longo prazo. A {aerotermia} está na moda e é uma tecnologia limpa. Os sistemas de {aerotermia} são, {grosso} modo, umas bombas de calor de última geração preparadas para gerar refrigeração em verão, aquecimento em inverno e água quente todo o ano. A poupança na fatura elétrica pode significar até ao 64% anual.

Emprega energia renovável e isso, sem dúvida, é um prémio na hora de decidir-se por ela. Uma equipa de {aerotermia} extrai a energia gratuita que há no ar do exterior do imóvel graças a uma bomba de calor {inverter}.

As equipas de {aerotermia} empregam uma bomba de calor especial ar-água. O calor ou o frio se cedem a um circuito com água. As bombas de calor de {aerotermia} estão preparadas para funcionar em situações severas, tanto/golo de calor como de frio.

As três quartas partes da energia duma bomba de calor de {aerotermia} são renováveis e um quarto é energia elétrica, com o que a poupança é espetacular. Se esta última procede de geração fotovoltaica, ainda mais. As equipas têm unidades de captação de energia do ar exterior que absorve um refrigerante. Uma unidade interna se liga com a exterior através de tubagens de receba.

O refrigerante circula por elas como um gás e cede o calor {condensado}, que volta à unidade exterior em forma de laje.

Tudo isso deve comprimir-se num circuito fechado com um {compresor} para aumentar a pressão. Este é o elemento que consome energia elétrica. A {aerotermia} é perfeita para unifamiliares e prédios, sempre que disponham de um espaço para a instalação das unidades exteriores.

Muitas são as vantagens da instalação de equipas de {aerotermia}. O primeiro, já assinalado, é que obtém a maior parte da energia do ar, exceto sua eficiência e rendimento. Outro ponto a seu favor é que podem empregar-se tanto/golo para gerar calor como frio. Além disso não gera nenhum tipo de fumo ou de combustão. Sua instalação é muito simples e, embora em princípio o investimento é maior que noutros sistemas, em pouco/bocado tempo as equipas se amortizam. Também é muito interessante que não requeira um depósito para armazenar o combustível, o que sem dúvida melhoria a segurança. Não depende de combustíveis fósseis e as bombas de calor são silenciosas.

AUMENTO DE POTENCIA. No lado negativo temos de assinalar que em muitas ocasiões é necessário aumentar a potencia elétrica para instalá-la. Em zonas extremadamente frias seu rendimento é menor e a necessidade de contar com uma ou várias unidades no exterior pode fazer mais embaraçoso sua montagem.

Graças à {aerotermia}, a indústria da climatização conseguiu avançar até o equilíbrio entre o bem-estar e o respeito pelo ambiente.

As notícias mais...