Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 15 de dezembro de 2018

“Neste ano esperamos sacrifícar mais de 100.000 cordeiros”

Redacción AA MONOGRÁFICOS
03/12/2017

 

--¿Como encara a {IGP} {Cordero} da Extremadura a campanha de Natal?

-A campanha de Natal se apresenta com esperanças de que o consumo nestas datas continue a ser significativo, e desejando que em todos os lares extremenhos não falte o {Cordero} da Extremadura nestas celebrações. Como sempre desde o Conselho Regulador nestas datas temos uma atividade maior se cabe que o resto do ano para aproveitar este pico de consumo realizando ações de promoção

para que o consumidor aposte em o {Cordero} da Extremadura em seu compra e também redobrando esforços técnicos com a presença e certificação em todos os matadouros e entidades comerciais para assegurar sempre ao consumidor a qualidade do {Cordero} da Extremadura certificado. Desde o Conselho Regulador sempre se tem estimado que a campanha de Natal temos de trabalhá-la antes pelo que se têm realizado multidão de atividades promocionais prévias às datas natalícias para ter uma maior presença na intenção de compra do consumidor. Isto não retira para que nestas datas também tenhamos preparadas promoções em pontos de venda oferecendo ao consumidor receituários com elaborações de cordeiro e sacos ecológicos {Corderex}.

-¿Quais são as cifras da {IGP} de 2017? ¿Há incremento sobre/em relação a o ano anterior?

Esperamos fechar o exercício 2017 com mais de 100.000 cordeiros sacrifícados, o que suporia um incremento de mais de um 30% em relação ao ano passado. Quanto ao número de indústrias associadas se permanece constante, se bem neste exercício se deu de alta a primeira Sala de Despiece nos Registos do Conselho Regulador. Quanto ao número de ovelhas recenseadas estamos notando uma descida devido à inexistência de ajudas por parte da Administração que incentivem a manutenção dos pecuários nos Registos do Conselho Regulador.

-¿Que avaliação faz das feiras às que assistiu {Cordero} da Extremadura recentemente como {Hospitality} {Qatar}, Agropecuária ou {Anuga}?

-Cada uma destas feiras tem sentidos diferentes e o Conselho Regulador assiste com diferentes intenções. A feira Agropecuária é uma feira principalmente pecuária, do sector primário extremenho, e desde o Conselho Regulador se tenta fidelizar aos pecuários inscritos que assistem e contactar com novos pecuários para promover sua adesão à {IGP}. Em {Anuga}, como principal feira alimentar europeia, {intentamos} contactar com os principais agentes da carne tanto/golo a nível europeu como mundial já que congrega às maiores/ancianidade empresas e países {comercializadores} de carne do mundo. E a feira {Hospitality} {Qatar} é uma feira de âmbito nacional que por sua recente abertura aos novos mercados, estes países resultam interessantes para explorar novos mercados e tentar abrir novas redes de comercialização.

-Proponha uma receita com {Cordero} da Extremadura para este Natal.

-Nas datas natalícias o consumidor costuma apostar em receitas de cordeiro tradicionais como os assados de perna e {paletilla} ao forno. Desde a {IGP} {Corderex} se está apostando em a difusão dos novos cortes e possibilidades que oferece esta carne de qualidade. O {Cordero} da Extremadura é um produto muito versátil e que oferece multidão de elaborações fáceis e diferentes às que estamos acostumados, pelo que face a as Natal se pode inovar na forma de elaboração desta carne. Algumas das propostas para cozinhar os novos cortes da carne do {Cordero} da Extremadura seriam São {Jacobo} de cordeiro, {Wok} de {churrasquitos} com verduras, costeletas à grelha com {ragut} de verduras e creme de alhos, filetes de cordeiro à {Villeroy}, filetes de perna de cordeiro com batatas palha, colares {macerados} com alho e tomilho, filete de {carrillón} {adobado} com colorau e salada de pimentos, etc.… De qualquer modo, o {Cordero} da Extremadura certificado baixo/sob/debaixo de o selo de qualidade {IGP} {Corderex} sempre é uma aposta segura para acompanhar as datas natalícias.

As notícias mais...