+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

“Guadalupe se consolida como destino turístico de {calidadSDRq}

 

“Guadalupe se consolida como destino turístico de {calidadSDRq} - EL PERIÓDICO

Redacción AA MONOGRAFICOS
08/09/2019

Guadalupe tornou-se nos últimos anos num destino perfeito para os amantes do turismo espiritual e de natureza. A jornada de hoje é muito especial para todos os seus vizinhos/moradores, que recebem a milhares de peregrinos no dia da Patrona da Extremadura e Reina de la Hispanidad. O presidente da Câmara Municipal de Guadalupe, Felipe Sánchez Barba, assegura que seguirá/continuará insistindo para que o próximo 2020 o papa Francisco visite o Real Mosteiro por ocasião do Ano Reformar e dos 25 anos de Património da Humanidade.

-¿Como se tem preparado Guadalupe para a jornada de hoje?

-A Câmara Municipal de Guadalupe se ocupa da coordenação de tudo o dispositivo de ordem pública juntamente com as forças de segurança. Já o passado dia 30 de Agosto reuniu-se a comissão local de segurança para organizar o tema dos estacionamentos. Por isso se têm habilitado/tesoureiro o campo de futebol e outros espaços para que os automóveis possam estacionar. Para os autocarros se destina o espaço maior, na zona sul da {Puebla}. Neste ano, além disso, soma-se uma parcela que deu um vizinho/morador. Um grande dispositivo da Guardia Civil se ocupará de velar pela segurança e o trânsito, numa jornada de afluência massiva de visitantes. Hoy se curta o trânsito no centro e temos toda a zona {perimetrada} com {bolardos}. Empresários da hotelaria e o turismo se têm preparado para que estes dias os numerosos visitantes estejam bem atendidos. Guadalupe já tem experiência neste tipo de aglomerações.

-Hoy é o dia grande, mas antes têm usufruído de umas festas taurinas e de concertos em honra da Virgem de Guadalupe…

-Os festejos taurinos foram de 22 a 24 de Agosto. Eram meus quintos festejos como presidente da Câmara Municipal e foram os primeiros nos que houve feridos por haste de touro, neste caso dois, que felizmente já estão dados de alta. Se lidam muitas reses em Guadalupe durante as festas e sempre há um risco. Paralelamente às festas taurinas o Real Mosteiro tido uma série de concertos em honra à Patrona. Em Guadalupe temos muitos eventos ao longo do ano e temos de gerir bem os recursos públicos. À jornada de hoje lhe acontecerão as celebrações de 12 de Outubro e da Natal, que para nós é muito importante desde o famoso prémio de {Ferrero} {Rocher} e por isso {apostaremos} pela iluminação natalícia, na qual teremos importantes novidades.

-¿Mudou a situação de Guadalupe após incluir-se na rota {Mariana} de turismo religioso?

-A Direção Geral de Turismo tem posto em valor à {Puebla} em multidão de rotas de todo o tipo. Nos últimos anos, nos temos preocupado da promoção turística, com presença importante em feiras internacionais como {Fitur}. Nosso trabalho promocional foi reconhecido com diversos prémios. Assim, Guadalupe é Primeira Maravilha Rural (2017) e Povo/vila Mais Belo de Espanha (2017) e tem ingressado na associação de Povos/povoações Mais Bonitos de Espanha. Demos um salto de gigante com a regulação e proibição da entrada de autocarros ao centro urbano, a "pedonalização" os fins-de-semana do centro histórico e impedindo o trânsito filmado. Eram questões muito necessárias e nós fomos valentes, as pusemos em prática e têm tido êxito. Um dos nossos grandes objetivos é aumentar as lugares de estacionamento. Nosso projeto é fazer um estacionamento importante na zona norte do município, tanto/golo para autocarros como para automóveis. Já temos visto o terreno e no momento que tenhamos um remanescente económico vamos a tentar sua aquisição. Além disso, acreditamos que temos de fazer estacionamentos pensando nos vizinhos/moradores para facilitar o trânsito filmado após a "pedonalização" do centro. Terá que fazer um estudo em profundidade de reordenamento do trânsito e a partir de aí tomaremos as decisões oportunas.

-O município é Património da Humanidade e além disso pertence ao Geoparque Villuercas-Ibores-Jara ¿Se tem notado na afluência de visitas?

-Guadalupe tem notado uma grande afluência de turistas nos últimos quatro anos. Um ano importante foi 2017 quando nos nomearam Primeira Maravilha Rural e Povo/vila Mais Belo de Espanha. A pertenença ao Geoparque {Villluercas}-{Ibores}-{Jara} sem dúvida também contribui a estes bons resultados. Segundo dados do Observatório Turístico da Extremadura, o geoparque é um dos destinos que mais cresce. E Guadalupe é a localidade com maior oferta de alojamentos na zona. São turistas muito específicos, que vêm procurando geosítios.

-Em Guadalupe se trabalha para uma possível visita papal o próximo 2020, por ocasião do Ano Reformar. ¿Como se receberia ao Santo Pai em Guadalupe?

-No passado ano enviei uma carta a Sua Santidade o Papa Francisco através do arcebispado de Toledo para que viesse a Guadalupe. Durante o Dia da Extremadura, o arcebispo de Toledo leu a resposta durante a missa na qual Francisco nos agradecia a convite, embora desculpou sua viagem. No entanto, queremos insistir, porque o ano que vem se produz um contexto que favorece esta visita: o 25 aniversário da declaração do Real Mosteiro como Património da Humanidade, acontecimento reconhecido de Excecional Interesse/juro Público pelo Governo de Espanha e o Ano Reformar. Nesse quadro, obviamente lhe apresentei ao irmão guardião, {fray} Guillermo Cerrato, a possibilidade de seguir/continuar trabalhando nessa linha. Como presidente da Câmara Municipal continuo/sigo insistindo. De facto, quando o presidente da Junta de Extremadura, Guillermo Fernández Vara, foi a Roma, lhe pedi que lhe {recordara} a Francisco a proposta. {Aprovecharemos} estes dias para entrevistar-nos com as autoridades civis e religiosas para aprofundar no tema e essa visita papal a Guadalupe seja uma realidade.

-A pertenença de Guadalupe à diocese de Toledo sempre sai a reluzir estes dias. ¿Preocupa durante o resto do ano aos vizinhos/moradores?

-Não, para os vizinhos/moradores de Guadalupe em geral é um tema que nem lhes vai nem lhes vem e estão a gosto tal como estão atualmente. A nível institucional as questões da Igreja correspondem à Igreja e acredito/acho que os políticos não devemos entrar. As relações tanto/golo com a diocese extremenha como com a de Toledo são boas e fluidas, e assim queremos que sigam/continuem.

-Tem renovado a confiança dos vizinhos/moradores por quatro anos mais ¿Quais vão ser seus principais objetivos nesta nova legislatura?

-O principal objetivo é consolidar a Guadalupe como destino turístico de qualidade. {Trabajaremos} cotovelo com cotovelo com os empresários para que Guadalupe tenha sua própria marca e se consolide. Nos últimos anos em matéria turística vivemos um crescimento exponencial. Vamos a corrigir nossas deficiências em infraestruturas e impulsionar outros produtos turísticos, bem como melhorar a sazonalidade para que a {puebla} seja visitável todo o ano. Guadalupe é destino espiritual, mas também oferece caça, gastronomia e natureza como parte de um Geoparque. Queremos potenciar nossos vínculos com {Iberoamérica} por ocasião dos 25 anos de Património da Humanidade. Guadalupe está dentro da Rede de Povos/povoações Mais Bonitos de Espanha e temos um Plano Geral aprovado. {Promocionaremos} a segunda habitação, o {embellecimiento} da localidade, tentando que seus espaços se convertam num museu vivo com arte urbano. Também poremos em valor umas minas de captação de água, que são as mais antigas da península e que estão declaradas Bem de Interesse/juro Cultural. Igualmente, {barajamos} a possibilidade de fazer alguma zona de banho natural. Além disso, como presidente da Câmara Municipal me preocupa a perda de população e temos habilitar fórmulas para que nossos vizinhos/moradores se fiquem aqui, especialmente jovens e mulheres. Vamos a facilitar o colonato de empresas e que os locais abandonados do centro histórico possam converter-se em pequenos comércios. Também vamos a promover e fazer políticas de emprego com planos próprios e outros coordenados com as administrações.