Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 14 de novembro de 2018

O PP denúncia a existência de roedores nalgumas zonas {ajardinadas} da cidade

{Guijarro} assegura que em todos os distritos se fazem campanhas de desratização

C.H. MÉRIDA
08/06/2018

 

O vereador do grupo municipal popular Fernando Molina denunciou ontem a existência de «autênticas» {colonias} de roedores nalguns jardins e zonas de jogo infantis da cidade que se localizam «muito perto» das escolas. O vereador assegura que recebeu queixas dos vizinhos/moradores que levam a seus filhos ao parque que está junto ao colégio {Octavio} {Augusto}, na rua Antonio Hernández Gil. «As ratazanas {campan} pelos bancos e lugares de jogo infantil», aponta. Nesta linha, Molina adverte de que esta situação se repete nos Jardins do {Hipódromo} e nalgumas zonas {ajardinadas} do ambiente do rio {Albarregas}.

O vereador popular explica que faz mais de um mês lhe comentou ao presidente da Câmara Municipal, Antonio Rodríguez Osuna, que lhe «preocupava a quantidade/quantia de ratazanas» que tinha na cidade. Molina pede ao governo local que {tomes} medidas para «não expor aos vizinhos/moradores» a doenças que possam ser transmitidas pelos roedores.

O delegado de Saúde, Quadro Antonio Guijarro, respondeu ontem a Molina que «fazer essas afirmações é muito perigoso porque é um tema muito delicado». «As campanhas de desratização se fazem em todos os distritos de Mérida e quando se produziram avisos pontuais se tem atuado como neste caso», assinala. «Nos parques públicos onde há meninos não se podem fazer determinados tratamentos porque poríamos em perigo a saúde dos usuários», sublinhou o vereador.

As notícias mais...