Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

{Osuna} destaca que o censo sobe em 152 pessoas no último ano

O presidente da Câmara Municipal assegura que é o município extremenho onde mais cresce o recenseamento. As cifras variam entre as atualizadas pelo Câmara Municipal e as que recolhe/expressa o INE

P. C. merida@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
07/01/2019

 

«Algo estaremos fazendo bem», destacava faz uns dias o presidente da Câmara Municipal de Mérida, Antonio Rodríguez Osuna, ao falar das cifras de população na cidade. Segundo disse, «cresce o censo municipal e já {superamos} os 60.000 habitantes» na capital extremenha. «Somos o município extremenho que mais cresce, com 152 pessoas mais, e somos mais de 60.000 habitantes», insistiu. Se referia aos dados atualizados do censo municipal que tem a Câmara Municipal, embora as cifras variam segundo os difundidos na passada semana pelo Instituto/liceu Nacional de Estatística (INE), que situa a Mérida com 59.352 habitantes, mas a data 1 de Janeiro de 2018 (165 habitantes mais que a 1 de Janeiro de 2017). E é o que o INE difunde no início de cada ano as cifras de população em Espanha mas sempre registando os dados correspondentes a um ano antes.

Atendendo a a evolução desses dados oficiais do INE, o incremento de população na cidade é significativo na última década, com quase 4.000 habitantes mais registados nos últimos dez anos, sendo a cidade extremenha que mais cresce, junto a Cáceres.

Este crescimento é significativo se tivermos em conta que as cifras do INE assinalam que 331 municípios da comunidade autónoma perderam população no decurso de 2017, um 85% do total, e apenas 52 (um 13,4%) conseguiram ganhar recenseados. Os restantes cinco finalizaram o ano com o mesmo número de vizinhos/moradores que o tinham começado.

Daí que o presidente da Câmara Municipal emeritense tenha destacado esse incremento do censo, que atribui, entre outras questões, à luta para o qual emprego deixe de ser sazonal e tem favorecer a chegada de empresas à cidade.

As notícias mais...