Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 20 de novembro de 2017

A escola {Dion} {Casio} contará com um sala de aula especializando para alunos com autismo

Estará integrada no centro com uma rátio máxima de seis escolares

REDACCIÓN MÉRIDA
13/09/2017

 

A escola público {Dion} {Casio} contará o próximo curso 2017-2018 com a primeira sala de aula na capital autonómica especializada para o os alunos com Transtorno do Espectro do Autismo ({TEA}). Se tratará de um espaço integrado no centro público que contará com uma equipa de profissionais composto por um professor de Pedagogia Terapêutica ({PT}), um professor de Audição e linguagem (AO) e um Auxiliar Treinador Educativo (ATE) que trabalharão com um rátio mínimo de três alunos e um máximo de seis, para garantir a atenção «mais ótima».

Para que um aluno com {TEA} possa ser escolarizado neste tipo de salas de aula é necessário que passe um processo de avaliação psicopedagógica prévia, realizado pelo Plantel/elenco de Orientação Educativa e Psicopedagógica do centro ou pelo Departamento de Orientação e o Plantel/elenco Específico de Atenção ao Os alunos com {TEA}.

Desta forma, após uma «longa luta» para que estes meninos emeritenses com {TEA} fossem «iguais» diante da Lei de Educação extremenha, que garante o princípio de normalização e inclusão dos alumnos com necessidades educativas especiais, «por fim esta inclusão será uma realidade», segundo manifestou ontem a associação ‘{Emeritea}’ numa nota de imprensa. Seu presidenta, María García, confia em que terá escolares suficientes para que se possa encher a quota disponível neste sala de aula do {Dion} {Casio}, já que podem entrar de diferentes idades.

As notícias mais...