Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 20 de maio de 2018

Os confrades marcam a agenda

A junta de confrarias trabalha com as irmandades para coordenar os percursos/percorridos das estações de penitência e que cada ano sejam mais as que passem perto de os monumentos H A confraria Infantil celebra sua tradicional convivência solidária ‘A {revirá}’

por CARMEN HIDALGO merida@extremadura.elperiodico.com
25/02/2018

 

O calendário feriado não dá trégua. Da festa {pagana}, à celebração religiosa. Se faz apenas um par de semanas estávamos imersos nos carnavais, com o Quarta-feira de Cinzas acabou o tempo dos disfarces para dar lugar à Quaresma, um período de 40 dias marcado por uma intensa atividade litúrgica que desembocará na Semana Grande dos cristãos. Tão somente diminuem 28 dias para o 25 de Março, um dia chave na agenda dos confrades porque será Domingo de Ramos e começará a festividade que levam tudo um ano esperando. Em numerosos cantos da cidade já cheira a incenso, se ouve o são das cornetas e tambores, e se acontecem os ensaios de portadores e costaleros.

A Junta de Cofradías de Mérida está a trabalhar já a plenário/pleno rendimento para coordenar os percursos/percorridos das nove irmãs que realizarão suas estações de penitência. Através das reuniões que se mantêm com os responsáveis das confrarias, a Junta alcança acordos para que o passo das imagens pelas ruas da cidade se realize a gosto de todas as partes. Segundo destaca o porta-voz do organismo, Mario Hernández, um dos objetivos principais é que as confrarias, cada vez em maior medida, possam passar ao longo/comprido de seu percurso/percorrido por monumentos emblemáticos como o Arco de {Trajano} ou o Templo de Alvo. De facto, três das quatro irmandades do Quinta-feira Santa passarão neste ano por algum deles.

A agenda confrade está em plena efervescência, e para além dos cultos aos sagrados titulares das confrarias, também há tempo para os eventos solidários e as jornadas de convivência. Assim, a praça/vaga de Santa María acolheu ontem uma nova edição de A {revirá}, um evento solidário que organiza a confraria Infantil para arrecadar fundos a benefício da Fundação Provida. Nesta linha, no próximo dia 3 de Março terá um certame benéfico organizado pela Ferroviária e o Penitente; e o dia 13 terá lugar a convivência do Calvário.

A Quaresma não se entenderia sem os tradicionais pregões confrades. Nesta ocasião, Pablo Burgos, quem fora irmão mais velho da confraria Infantil e fundador da confraria da Última Ceia, da que também foi seu irmão mais velho, será o pregoeiro da Páscoa 2018. O ato terá lugar o 17 de Março, às 21.15 horas, no centro cultural Alcazaba. O pregão do costalero correrá a cargo de Mariano Roncero, {capataz} da virgem da Esperanza, da confraria Ferroviária, o 16 de Março na igreja do Carmen, às 21.00 horas.

Mérida não cessará no seu empenho de conseguir que a Páscoa emeritense seja declarada Festa de Interesse/juro Turístico Internacional e a câmara municipal continua a trabalhar em isso. Cabe {recordar} que em Julho do ano passado, a Secretaria de Estado de Turismo rejeitou a petição/pedido apresentada pelo Câmara Municipal ao não dar por válidas os processos promocionais que se fizeram nos meios e que fizeram parte do processo. «Esperemos que esta Páscoa seja plena e se possam realizar todas as estações de penitência», precisa Hernández.

As notícias mais...