Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 24 de novembro de 2017

A câmara municipal ultima a posta prestes a as escolas para o novo curso

Fernández destaca o esforço económico para que se dêem umas «condições ótimas». Durante o verão se têm realizado arranjos nos centros e trabalhos de manutenção

CARMEN HIDALGO
12/09/2017

 

Os escolares estão a um dia de regressar às salas de aula. Por isso, desde a Câmara Municipal de Mérida se estão levando a cabo as últimas atuações nos centros educativos para que tudo esteja pronto/inteligente/esperto face ao início do curso académico 2017-2018. A delegada de Educação, Silvia Fernández, reconhece que a posta prestes a as escolas supõe «um esforço importante» para a câmara municipal pelo elevado número de centros, bem como por «os poucos recursos que dispomos pelos ajustes económicos». Não obstante, assegura que desde a câmara municipal se estão realizando «os esforços necessários» para que os alunos possam voltar às classes com umas «condições ótimas».

Durante os meses estivais se têm realizado trabalhos de manutenção, arrumação dos pátios e zonas verdes, bem como pequenas reparações, já que estas são as competências fundamentais que possui a Câmara Municipal nas escolas públicos. Também, a vereadora assinala que os contínuos dos centros estão a trabalhar desde no passado 1 de setembro.

Os projetos de obra mais importantes nos centros públicos os acomete a Junta de Extremadura. Na escola {Trajano} se têm substituído caleiras, os {bajantes} da coberta, se têm reparado zonas da fachada, do pátio e do pavimento de Infantil. No {Calatrava}, se reformou a instalação elétrica; e no {Octavio} {Augusto}, as tubagens do aquecimento. Além disso, o Governo regional tem concluído a mudança da instalação elétrica no instituto/liceu Sáenz de Buruaga.

Apesar do início das classes, na escola Juan XXIII se está reformando a instalação elétrica e mudando a caldeira sem que isto vá a interferir no normal/simples desenvolvimento das classes, tal como asseguram desde a Conselheria de Educação. Também não afetará aos estudantes a mudança de caldeira que se está realizando no instituto/liceu Extremadura.

obras na antiga // Em relação às queixas emitidas por parte de pais e mães de alunos da escola nossa senhora de A Antiga pelo estado em que se encontra o centro devido às obras que se estão acometendo, a Junta esclarece que se produziu um atraso duma semana por um erro na carpintaria. A conselheira de Educação, Esther Gutiérrez, manifestou ontem que se está a trabalhar em isso e «garante a segurança e o normal/simples funcionamento» das classes.

Por seu lado, o Governo regional tem pendente projetos de melhoria noutros centros educativos da cidade mas estão à espera de execução ou ainda com os trâmites administrativos para levá-los a termo este curso.

As notícias mais...