Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 2 de abril de 2020

A Câmara Municipal trabalha num novo plano para evitar acidentes laborais

Se apresentará neste mês ao comité de segurança e saúde para a sua consulta. Fuster destaca que a sua implantação é «prioritária» para o governo municipal

REDACCIÓN merida@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
02/03/2020

 

Desenvolver uma ‘cultura preventiva’ para previr ou mitigar os acidentes laborais. Com este objetivo, o governo municipal está a trabalhar já para a implantação «de forma prioritária» de um plano de prevenção de riscos que inclua a estrutura organizativa, a definição de funções, as práticas, os procedimentos e os recursos necessários para levá-lo a cabo.

O delegado de Recursos Humanos, Julio César Fuster, avança que esta plano se apresentará neste mês ao Comité de Segurança e Saúde que já se tem constituído e que é o órgão paritário e árbitro de participação entre o governo e as pessoas delegadas de prevenção. O integram as centrais sindicais, daí que seja o órgão destinado à consulta regular/orientar e periódica das atuações da empresa em matéria de prevenção de riscos laborais.

«Este plano é inovador porque até à data não se tinha desenhado, concertado e articulado com este alcance e previsão de resultados; recolhe novas estratégias de alta relevância e integra outras que estão atualmente em desenvolvimento e que vêm da legislatura passada», sustenta Fuster, numa nota de imprensa.

Desde a delegação de Recursos Humanos se tem desenhado a marca ‘Quinta-feira com saúde’, que pretende «focalizar num dia à semana uma marca e ações sobretudo formativas ambiente à prevenção e o cuidado da saúde no ambiente laboral». Em colaboração com Fremap, vão a desenvolver oficinas com diferentes contidos e uma metodologia prática dirigidos a todos os trabalhadores municipais. O diretor de Fremap em Mérida, Juan de Dios Boyero, destacou que se «trata de um programa que fomenta a promoção da saúde e que o desenvolvemos sob o título Empresa segura e saudável».

Cabe destacar que estes oficinas serão sessões presenciais gratuitas, em horário laboral, para um máximo de vinte pessoas por oficina e sempre focado a determinados grupos profissionais prioritários. Estes oficinas, sempre serão os últimas quinta-feira de cada mês e se desenvolverão as instalações do Conservatório profissional de música.

As notícias mais...