Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 16 de novembro de 2018

A Câmara Municipal procura «um novo formato» para ter grupo/ponta municipal de música

Nomeia ao diretor do conservatório para coordenar o processo

R. E. MÉRIDA
03/01/2018

 

A Câmara Municipal de Mérida está procurando «um novo formato» para poder/conseguir contar com uma grupo/ponta municipal de música depois de/após que se tenha acordado prescindir da que já existia por seus custos «inaceitáveis», já que só/sozinho conta com 12 componentes e para cada atuação era necessário contratar músicos adicionais. A porta-voz municipal, Carmen Yáñez, explicou ontem que a Câmara Municipal está procurando alternativas «para trabalhamos/trabalhámos num modelo eficaz, resolva e prático, que empreste serviço à Câmara Municipal e à cidadania e sobretudo, que responda aos tempos atuais».

A junta de governo local acordou em sua sessão do passado dia 29 que seja o diretor do conservatório {Estéban} Sánchez quem coordene e faça seguimento a este novo modelo que terá a partir de agora o grupo municipal. Segundo Yáñez, para além de funcionar como grupo/ponta municipal, a ideia é que o conjunto/clube possa realizar também outras atuações e receber por elas.

Por outro lado, pela junta de governo também passou a {desestimación} de um recurso interposto pela empresa Street&{Building} relativo aos balneários do polidesportivo de La Paz. Como se recordará, a câmara municipal decidiu sancionar à empresa com 2.335 euros pelos atrasos na execução dos trabalhos. Esta apresentou alegações, mas finalmente a Delegação de Urbanismo as rejeita e portanto, a sanção segue/continua adiante.

As notícias mais...