Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 22 de septembro de 2018

A câmara municipal alarga o prazo para os comilões escolares de verão

Até ao momento se receberam 52 pedidos/solicitações para as 60 praças/vagas oferecidas. As escolas públicos Antonio Machado e {Dion} {Casio} acolherão o acampamento estival

CARMEN HIDALGO merida@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
07/06/2018

 

Ainda há tempo. A Câmara Municipal de Mérida, através da Delegação de Serviços Sociais, decidiu alargar o prazo de entrega de pedidos/solicitações para participar nos ‘Espaços Educativos Saudáveis 2018’, um acampamentos de verão dirigido a menores em situação de risco e exclusão social promovido por Cruz Roja Juventud e a Junta de Extremadura, com a colaboração e coordenação da Câmara Municipal.

Na quinta edição, a cidade contará com um total de 60 praças/vagas distribuídas em dois colégios públicas escolhidas por {zonificación} geográfica, com 30 praças/vagas para cada um: Antonio Machado, no bairro de São Lázaro, e {Dion} {Casio}, em Nova Cidade. Num primeiro momento, se acordou que o prazo para a entrega de pedidos/solicitações finalizaria no passado 29 de Maio, no entanto, as famílias que estejam interessadas podem seguir/continuar entregando a documentação nos Serviços Sociais de Base, onde também receberão informação. Segundo informam a este diário/jornal desde a Delegação de Serviços Sociais, até ao momento se receberam 32 pedidos/solicitações para a escola Antonio Machado e 20 para o {Dion} {Casio}.

Os acampamentos se desenvolverão de 25 de Junho a 31 de Agosto, de segunda-feira a sexta-feira, entre as 9.00 e as 15.00 horas. Nestes espaços se oferecerá o serviço de pequeno-almoço e comida/almoço garantindo uma alimentação saudável e variada. Cada acampamento terá três monitores, e em caso de que tivesse algum menor com deficiência ou com alguma patologia se poderia atribuir um terapeuta.

Este programa oferece a menores de entre 5 e 14 anos um espaço onde passar o tempo livre nas férias de verão participando em atividades educativas, culturais e de lazer com o principal objetivo de fomentar sua inclusão social e atender suas necessidades sócio-educativas. O modelo de minuta está à disposição do interessado na site municipal. Juntamente com a ficha de inscrição, se deve de dar o {DNI}, o cartão sanitária do menor e o relatório/informe médico em caso de que tenha alguma patologia ou deficiência. Serão os Serviços Sociais da Câmara Municipal os que remeterão as notas informativas dos solicitantes a Cruz Roja, que adjudicará as praças/vagas.

Segundo destacou numa conferência de imprensa a delegada da área, {Catalina} {Alarcón}, através de este programa «os menores terão a oportunidade de usufruir da época estival partilhando com outros meninos multiplos atividades que fomentarão seu desenvolvimento e suas habilidades sociais, para além de oferecer um pausa familiar aos pais e mães».

As notícias mais...