Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 2 de abril de 2020

As infrações penais registadas na cidade caem um 1,1% num ano

Por quebrar o Código Penal, no passado ano fechou com um total de 2.137 delitos. Os casos de índole sexual aumentaram um 66,7%, com seis mais que em todo o 2018

CARMEN HIDALGO merida@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
22/02/2020

 

Caem os factos/feitos delituosos na cidade. Concretamente, Mérida registou ao fecho de Dezembro um total de 2.137 infrações penais, o que se traduz num descida/desmpromoção do 1,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando se registaram 2.160. Segundo o balanço de criminalidade dado a conhecer pelo Ministerio del Interior, relativo ao quarto trimestre de 2019, os delitos contra a liberdade e {indemnidad} sexual aumentaram um 66,7% em 12 meses. Dos 15 delitos sexuais que se cometeram no ano passado, um foi por agressão sexual com penetração (violação), enquanto os 14 restantes se incluem de forma combina num epígrafe genérico dos delitos contra a liberdade e {indemnidad} sexual.

Cabe destacar que os delitos graves e menos graves de lesões e rixa {tumultuaria} se incrementaram num 75%, já que em 2019 se contabilizaram 21 deste tipo face aos 12 do ano anterior. Em relação aos roubos com violência e intimidação, que somaram 24 obrigada/obrigado, tão somente se registou um mais que em 2018.

A exceção destes delitos, o resto das infrações penais recolhidas pelo relatório/informe do ministério experimentaram uma descida na cidade. As subtrações de veículos se reduziram num 48,6%, ao descer de 37 a 19; e os roubos com força em domicílios caíram um 21,3%, de 75 a 59. Por seu lado, os roubos com força em domicílios, estabelecimentos e outras instalações registaram também uma descida do 13,9%, ao passar dos 108 contabilizados a fecho do ano passado, aos 93 de finais de Dezembro.

Em relação aos delitos relacionados com o tráfico de drogas na cidade, assinalar que estes caíram um 10%, ao passar de 20 a 18 num ano. No caso dos furtos também teve uma descida interanual, com 44 menos. O balanço que publica o governo central está elaborado a partir da informação facilitada pelas Forças e Corpos de Segurança do Estado (polícia nacional e guarda civil), e polícias locais e autonómicas.

As notícias mais...