Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 25 de junho de 2018

{Adif} expropriará nove parcelas da Câmara Municipal para a linha do TGV

Se acometerão 63 expropriações para desenvolver o projeto

C.H. MÉRIDA
07/06/2018

 

O Boletim Oficial da Província (BOP) publicou ontem o anúncio da entidade ferroviária {Adif} pelo que se submete a informação pública as expropriações necessárias para desenvolver o projeto de construção da plataforma do troço São Rafael-Cuarto de la Jara, na Linha de Alta Velocidade ({LAV}) Madrid-Extremadura. Concretamente, a publicação recolhe/expressa um total de 63 parcelas localizadas no concelho de Mérida que deverão ser expropriadas para que possa levar-se a cabo este projeto ferroviário.

Cabe destacar que do total dos terrenos a expropriar, nove são propriedade da Câmara Municipal emeritense, oito da Junta de Extremadura e sete de {Adif}, entidade dependente do Ministério de Fomento. As parcelas restantes são de titularidade privada e em dois delas se está ainda por determinar sua titularidade. Segundo informa o anúncio do BOP, se abre um período de informação pública de 15 dias úteis, a partir do dia seguinte ao de sua publicação, sobre/em relação a a relação de bens e direitos afetados pela execução das obras. O objeto é que «qualquer pessoa possa dar por escrito/documento os dados oportunos para retificar possíveis erros da relação que se publica neste anúncio ou opor-se, por razões de fundo ou forma, à necessidade de ocupação».

O projeto de construção da plataforma do troço São Rafael-Cuarto de la Jara, na Linha de Alta Velocidade ({LAV}) Madrid-Extremadura, trata-se de um trâmites indispensável para que se possam voltar a licitar as obras do troço, que faz parte do {by}-{pass} de Mérida da Linha de Alta Velocidade ({LAV}), após o desistência da empresa adjudicatária, segundo informou {Adif}. A entidade publicou no passado 22 de {maryo} no Boletim Oficial do Estado ({BOE}) o período de informação pública das expropriações.

A entidade ferroviária sublinhou que a execução do troço São Rafael-Cuarto de la Jara «não condiciona» a posta em serviço desta linha de alta velocidade, já que numa primeira fase o acesso à estação de Mérida se realizará através de um ramal de conexão com a via convencional. O troço em questão, de 8,8 quilómetros, decorre pelo concelho de Mérida e faz parte do {by}-{pass} emeritense.

As notícias mais...