El Periódico Extremadura | Sábado, 22 de septembro de 2018

O turismo estrangeiro na região aumenta um 50% no último ano

Martín mostra-se satisfeito e aposta em melhorar a qualidade do emprego turístico. Extremadura lidera o crescimento a nível estatal com 350.026 visitantes em 2017

CARMEN HIDALGO 12/01/2018

Dados positivos para o turismo extremenho. Com um total de 350.026 chegadas, Extremadura lidera o crescimento percentual de turistas estrangeiros a nível estatal em 2017 em relação ao ano anterior, registando uma subida do 50%, segundo os dados facilitados ontem pelo Ministério de Energia, Turismo e Agenda Digital. O diretor-geral de Turismo, Francisco Martín, mostra-se «muito contente/satisfeito» pelos índices colhidos, mas assegura que desde o Governo regional «nunca» estarão satisfeitos completamente porque não são «autocomplacentes», daí que vão a seguir/continuar trabalhando para melhorar essas cifras.

«Para conseguir a excelência temos de que seguir/continuar superando-se dia-a-dia», manifestou Martín, quem destacou que face ao presente ano, ele firma/assinatura/assina «com manter a cifra recorde» conseguida nos dois anos anteriores, já que seria «um grande repto/objetivo e uma grande ambição». O objetivo, matizou/precisou, é melhorar a qualidade do emprego no sector turístico, o que é «responsabilidade de todos», e seu departamento se propõe superar neste ano a cifra de 27.000 empregos vinculados ao turismo, após alcançar o ano passado os 26.000. Nesta linha, o diretor-geral também se propõe como repto/objetivo para neste ano manter pelo menos «o 3 e pico por cento no crescimento viajantes de Janeiro a Novembro e do mais de 4% das dormidas». «Eu isso hoje o {firmo}», precisou.

No seu entender, que a região lidere o crescimento turístico a nível nacional é muito positivo tendo em conta que Extremadura não conta com um aeroporto internacional, nem porto e do «espetáculo de {Renfe} este verão» nos serviços ferroviários extremenhos. «A fórmula é dialogar, pactuar e acordar», manifestou.

Sobre/em relação a este assunto, Martín salientou o desenvolvimento de «cinco campanhas de promoção com um investimento de 4,5 milhões de euros no que vai de legislatura», bem como a existência de «um modelo turístico assinado, orçamentado e com medidas concretas».