El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 26 de septembro de 2017

A união critica o trato que se dá ao cultivo do arroz

13/09/2017

A União Extremadura criticou ontem o trato «discriminatório» que recebe o arroz em relação a outros cultivos na região. Esta organização calcula que os {arroceros} extremenhos pagam a Finanças «7.470.000 euros mais» que se os rendimentos proviessem do tomate. As 23.950 hectares de arroz que se semeiam na Extremadura geram uma base «imponível» de à volta de 80,16 milhões de euros.